PT impõe condição para apoiar projeto de Ricardo Coutinho nas eleições de 2018

Imagem da Internet

O PT da Paraíba vai impor pelo menos uma condição para apoiar o projeto eleitoral do governador Ricardo Coutinho (PSB) em 2018: distanciamento dos chamados partidos “golpistas”. Segundo o vereador pessoense Marcus Henriques, os petistas não admitem dividir o palanque com as legendas que apoiaram o impeachment da ex-presidente Dilma Roussef.

“Se o governador Ricardo Coutinho se distanciar desses golpistas, a aliança é praticamente certa. Caso contrário, vamos tentar formar uma Frente de Esquerda sem o PSB”, adiantou Henriques.

As queixas maiores atingem PSDB e o PMDB, do presidente Michel Temer. Marcus Henriques explicou que, apesar de ter apoiado a destituição de Dilma, o PSB adotou postura diferente na Paraíba.

“O governador Ricardo Coutinho foi o único que peitou o próprio partido para defender a permanência da presidente Dilma. Por isso, o partido continua em nossa linha de alianças”, justificou o vereador petista.

Além do PSB, os petistas sonham em aglutinar nessa Frente de Esquerda partidos como PSOL, PC do B e PDT, que também foram contra o impeachment.

Comentar

Câmara Municipal de Sapé promoverá audiência pública nesta quarta-feira para encerrar “Maio Amarelo”

Imagem da Internet

A Câmara Municipal de Sapé realizará audiência pública de Encerramento em alusão ao *Maio Amarelo* com a presença de diversas Autoridades do Trânsito da PB.

O evento acontecerá neste dia- 31 de Maio na Câmara Municipal Casa de Augusto dos Anjos as 09:00 hs. da manhã com a presença de diversas autoridades entre elas o Secretario de Segurança Pública do Estado Claudio Lima, Capitao M.Lima da PM, Wilson Nascimento Superintendente do Smtrans de Sapé, Abimadabe Vieira Dentre outros.

Na justificativa da audiência pública o Vereador Presidente da Câmara Johni Rocha destacou que estamos no mês em que acontece o movimento “Maio Amarelo“, criado pelo Observatório Nacional de Segurança Viária para conscientizar aos motoristas, pedestres e ciclistas sobre a segurança no trânsito.

Essa audiência pública será para valorizar e reconhecer ainda mais o trabalho daqueles que não medem esforços para garantir a segurança no trânsito a todos.

A cor amarela foi escolhida pois, no semáforo, ela significa “atenção”. E, no movimento que acontece durante Maio, o pedido é para que todos se atentem pela vida as suas e as dos próximos.

Assim como o “Outubro Rosa” e o “Novembro Azul”, o símbolo do “Maio Amarelo” é também um laço. O objetivo é que as pessoas promovam ações, debates e avaliações sobre os riscos de determinados comportamentos no trânsito durante os deslocamentos diários. E, claro, que todos repensem sobre o que é necessário para que a segurança nas vias seja constante e possam conviver pacificamente o ano todo.

O Movimento Maio Amarelo nasce com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil.

Com Assessoria

Comentar

Líder de Cartaxo descarta traição no PSD e acredita que prefeito terá legenda em 2018: “Não é o perfil de Rômulo Gouveia”

Imagem da Internet

Apesar dos crescentes rumores sobre uma possível saída do prefeito Luciano Cartaxo do PSD, o líder de sua bancada na Câmara Municipal de João Pessoa acredita que o gestor ficará no partido e descarta qualquer tipo de traição por parte do deputado federal Rômulo Gouveia, presidente do diretório regional. Héltom Renê (PC do B) acredita que Cartaxo terá legenda para disputar o Governo do Estado no ano que vem, sem precisar mudar de sigla.

“Temos acompanhado a postura do deputado Rômulo Gouveia e sua relação com o prefeito Luciano Cartaxo. Foi o próprio Rômulo quem convidou o prefeito para se filiar ao PSD e não acredito nisso (traição). Se o prefeito resolver ser candidato, será pelo PSD”, prevê Renê.

O vereador procurou minimizar declarações do deputado estadual Manoel Ludgero, de sua esposa Ivonete Ludgero e do vereador João Dantas, todos do PSD, avisando que votarão no candidato ao Governo do Estado indicado pelo senador Cássio Cunha Lima (PSDB). Segundo Helton Renê, PSD, PMDB, PSDB e PP selaram uma aliança em 2016 visando um projeto duradouro e não apenas para as eleições municipais.

“Acredito na manutenção dessa aliança para 2018. Tanto o prefeito Luciano Cartaxo quanto os senadores Cássio Cunha Lima e José Maranhão também estão apostando nessa aliança. Então, não há motivos para desconfiar de uma possível traição. Todos têm o mesmo objetivo (derrotar o governador Ricardo Coutinho) e ainda falta muito tempo para as eleições”, sustentou Renê.

Não é isso o que rola nos bastidores.

Comentar

Lígia Feliciano discute com governadores do Nordeste projeto que prevê fim de isenções fiscais

A vice-governadora Lígia Feliciano participou, nesta terça-feira (30), em Brasília, da reunião de governadores de todos os Estados brasileiros. A pauta principal do encontro foi a discussão do projeto de lei (PL) que trata sobre a concessão de benefícios fiscais relativos ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e a atual conjuntura política e econômica do país.

Os governadores do Nordeste, antes de se juntarem aos outros estados, num evento organizado pelo governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, se reuniram na Representação do Governo do Ceará, no bairro Lago Sul.

O projeto faz parte da chamada Reforma do ICMS e prevê o fim de isenções fiscais a empresas e indústrias. “O relator – Alexandre Baldy – esteve presente e durante a reunião, onde houve varias discussões, nós aprovamos por consenso uma posição do Nordeste em manter o acordo sobre a convalidação do ICMS já aprovado no Senado. Se houver alteração na Câmara, o projeto volta para o Senado”, explicou a vice-governadora Lígia Feliciano.

O relator do projeto, deputado Alexandre Baldy, prevê que as isenções comecem a ser reduzidas já no primeiro ano, até acabarem definitivamente ao fim de 15 anos. Nesta quarta-feira (31) deve acontecer uma nova reunião com os governadores em busca de um consenso. A PL está na Câmara dos Deputados, instância para a qual os governadores se organizam para a aprovação do texto final. Os gestores nordestinos querem que a reforma faça valer a deliberação aprovada nas assembleias legislativas estaduais, garantindo as isenções já existentes.

Com Secom

Comentar

Líder do governo diz que tese de Galdino não deve ser descartada e cita possível candidatura de Ricardo em João Pessoa

Imagem da Internet

O deputado Hervázio Bezerra (PSB), líder do governo na Assembleia Legislativa, afirmou nesta terça-feira que a tese do ex-presidente da Casa, Adriano Galdino (PSB), para as eleições de 2018 não deve ser descartada. Galdino defendeu a permanência de Ricardo Coutinho até o final do mandato. Segundo ele, o governador pode não disputar as eleições do ano que vem, apoiar um nome “de sua confiança” e tornar-se um “super-secretário” da futura administração, caso o PSB vença a disputa.

“É uma tese interessante que não pode nem deve ser descartada. O governador Ricardo Coutinho pode, perfeitamente, pavimentar uma candidatura à Prefeitura de João Pessoa, em 2020, com o trabalho que desempenhar numa secretaria bem estruturada. Seria um João Azevedo do futuro governo”, sustentou Bezerra.

Galdino e Hervázio acreditam que o projeto socialista, com apoio de Ricardo Coutinho, tem amplas condições de eleger o futuro governador da Paraíba, independente do nome escolhido. Os dois também entendem que o grupo governista tem alternativas dentro e fora do PSB para encabeçar a chapa majoritária.

Comentar

Decisão judicial atesta legalidade da eleição de Jackson Macedo como presidente do PT na Paraíba

Imagem da Internet

A direção estadual do PT deve marcar para os próximos dias a posse de Jackson Macedo na presidência do diretório regional do PT da Paraíba. Decisão judicial anunciada nesta terça-feira atesta a legalidade da eleição de Macedo, no Processo de Eleição Direta, realizado no último dia 06 de maio. O juiz da 10ª Vara Cível da Capital, Kéops Vasconcelos, rejeitou a alegação do deputado Anísio Maia, que contestou regras do PED e promoveu uma votação paralela onde teria sido eleito presidente.

Ao Correio Debate, o juiz explicou que ão vislumbrou, no encontro da executiva estadual, que tenha ocorrido qualquer tipo de irregularidade ou desrespeito às regras do encontro.

Com isso, prevaleceu a eleição de Jackson macedo.

Comentar

Galdino defende que Ricardo conclua mandato e apoie nome “de confiança” para disputar Governo do Estado

Imagem da Internet

O líder do “Blocão” na Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (PSB), surpreendeu a todos agora a pouco ao sugerir que o governador Ricardo Coutinho (PSB) conclua o mandato e indique alguém “de sua confiança” para disputar a sucessão estadual de 2018. Galdino foi mais além e defendeu a convocação de Ricardo, pelo futuro governador, para integrar o secretariado. Em caso de vitória do PSB, é claro.

“Nosso problema não é nome. Temos um projeto e esse projeto é capaz de eleger o futuro governador da Paraíba. Acredito que o governador Ricardo Coutinho, se resolver permanecer no cargo até o final do mandato, poderá integrar a equipe do futuro governo e, como super-secretário, ajudar na continuidade do projeto socialista que vem dando certo no Estado”, afirmou Galdino.

O deputado disse ainda que, dentro e fora do PSB, o grupo comandado por Ricardo Coutinho tem várias alternativas para encabeçar uma chapa majoritária nas eleições do ano que vem, embora tenha evitado citar nomes. “Como disse antes, nosso problema não é com nomes. O projeto é muito mais importante do que qualquer nome”, sustentou.

Perguntado se o governador teria a mesma opinião, Galdino deixou claro que a proposta é de sua autoria.

Comentar

Bruno Cunha Lima topa desafio de Tião Gomes e pede que governista solicite instalação de CPI dos Codificados

Imagem da Internet

O deputado Bruno Cunha Lima (PSDB) disse que a bancada de Oposição topa o desafio lançado pelo deputado governista Tião Gomes (PSL) de apoiar a instalação de uma CPI para investigar a situação dos servidores “codificados” durante os governos de José Maranhão (PMDB), Cássio Cunha Lima (PSDB) e Ricardo Coutinho (PSB). “Aceitamos o desafio e faço questão de pegar a assinatura dele (Tião). Seria bom que Tião pedisse ao presidente (Gervasio Maia) para instalar a CPI”, disse Cunha Lima.

Segundo o tucano, existem várias situações que precisam ser explicadas pelo Governo do Estado como as denúncias publicadas nas redes sociais de servidores codificados que legam não receber o valor constante na lista encaminhada pelo Governo do Estado ao Tribunal de Contas. “Queremos saber porque os números não batem e para onde está indo essa diferença”, sustentou.

Cunha Lima afirmou ainda que essa diferença numérica foi constatada pelo conselheiro do TCE, Nominando Diniz, que pediu ao Banco do Brasil cópia da relação om valores pagos aos codificados. “Nominando com´parou com a relação que o TCE recebeu do Governo do Estado e viu que havia uma diferença de R$ 6 milhões/mês. Essa é uma das linhas de investigação que queremos seguir na CPI”, adiantou.

Comentar

Tião Gomes defende CPI e denuncia que Governo Cássio tinha mais de 10 mil “codificados” só em Campina Grande

Imagem da Internet

O deputado Tião Gomes, presidente do PSL, denunciou agora a pouco que somente no governo de Cássio Cunha Lima (PSDB) existiam mais de 10 mil servidores “codificados”. Segundo ele, o problema continuou durante a gestão de José Maranhão (PMDB). “Temos que expor às verdade para a população paraibana. Quem começou com isso (codificados) foi o ex-governador José Maranhão, num decreto assinado pelo então secretário de Saúde José Maria de França. Mas, no governo Cássio, somente em Campina Grande existiam mais de 10 mil codificados. Hoje, no governo Ricardo Coutinho, são pouco mais de 8 mil prestadores de serviço. Essa é a grande diferença”, afirmou Gomes.

Tião defendeu a instalação da CPI dos Codificados, solicitada pela Oposição, desde que as investigações atinjam os governos de Maranhão, Cássio e Ricardo. “Temos que investigar tudo para tirar a limpo essa história. Se em Campina Grande eram 10 mil codificados na gestão de Cássio, imagine quantos eram no Estado todo. Em João Pessoa mesmo é um escândalo”, disparou.

O desafio está lançado.

Comentar

Presidente do TCE afirma que “codificados” não existem mais e promete divulgar lista com salários de servidores

Imagem da Internet

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro André Carlo Pontes, afirmou nesta terça-feira que os chamados “codificados”, servidores sem vínculo empregatício, não existem mais na folha de pessoal do Governo do Estado. Segundo ele, os “codificados” desapareceram desde que ganharam matrículas e nomes. “Acho que, agora, essa denominação é inadequada”, sustentou.

Durante a solenidade de assinatura do contrato de locação do Parayba Palace Hotel, no Ponto de Cem Reis, pelo presidente da Assembleia Legislativa, Gervasio maia (PSB), o conselheiro também reafirmou que vai divulgar a relação de todos os servidores públicos com seus respectivos salários. André Carlo explicou que está aguardando apenas a adoção de medidas na área da informática, por parte de sua assessoria, para liberar a relação.

“Isso não é nenhuma novidade. Temos aí o Sagres com todas as informações nesse sentido. Quem quiser, pode solicitar ao Tribunal de Contas”, explicou.

Comentar