COLETA DE LIXO: TCE multa Berg Lima e dá prazo de 90 dias para prefeitura de Bayeux fazer nova licitação

Catão foi relator do processo de Bayeux (Imagem Divulgação)

A 1ª Câmara do Tribunal de Contas da Paraíba determinou, em referendo de medida cautelar, que a Prefeitura de Bayeux realize, no prazo de 90 dias, nova licitação para os serviços de coleta e destinação do lixo da cidade. Até a conclusão do novo procedimento, fica mantido o contrato nº 75/2019, que ora assegura a prestação do serviço.

A determinação, em forma de citação, será encaminhada a prefeita do município, Luciene Gomes. E deu-se após o julgamento pela irregularidade do Pregão Presencial nº 020/19 e da Tomada de Preços 24/2019, nos autos processo nº 15969/19 – de verificação de cumprimento de decisões anteriores da Corte, pelo ex-gestor do município, Gutemberg de Lima Davi.

Ex-prefeito Berg Lima foi multado em R$ 12,3 mil (Imagem Divulgação)

Relator do processo e autor de três decisões cautelares durante a tramitação processual da matéria, o conselheiro Fernando Catão propôs, e o colegiado acatou, aplicação de multa máxima (R$ 12,3 mil) ao ex-prefeito Gutemberg de Lima Davi e ao então pregoeiro Emanoel da Silva Alves. Ao invés de cumprir determinações da Corte relativas ao Pregão Presencial nº 020/19, o então gestor lançou a Tomada de Preços 24/2019, com o mesmo objeto e contratando a mesma empresa, observou o relator.

O conselheiro citou na sessão relatórios técnicos do órgão auditor e parecer do Ministério Público de Contas, ambos apontando irregularidades nos dois procedimentos licitatórios reprovados. Entre as quais a “falta de qualificação técnica da empresa vencedora – MAC Construções e Serviços Ltda. ME – para contratar com a administração pública”.

A Auditoria e o MPC apontam, nos autos, a existência de “evidente fraude” em documentação apresentada pela empresa, com omissão de receitas em seu balanço, o que tornaria inválida a declaração de EPP – Empresa de Pequeno Porte.

O relator informou na sessão que a empresa recebeu do município R$ 7,7 milhões, nos exercícios 2019 e 2020 (dados atualizados até 19/11/2020).

A Câmara decidiu também, no mesmo julgamento, pelo envio de cópias da sua decisão às representações do Ministério Público Federal na Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, além da Receita Federal, para eventuais providências relativas à atuação comercial da empresa no setor público.

Cautelar em contrato da Educação – Do mesmo relator, o colegiado referendou igualmente medida cautelar (DS1 TC 102/2020) determinando ao secretário Cláudio Benedito Silva Furtado, titular da Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia, que se abstenha de dar continuidade a pagamentos vinculados à Dispensa de Licitação nº 09/2018, e contrato decorrente nº 079/2018,analisados nos autos do processo 19024/19.

O procedimento, lançado na gestão do então secretário Aléssio Trindade de Barros, destinou recursos de R$ 8,2 milhões para curso de formação de educadores e coordenadores do programa PROJOVEM CAMPO. A decisão no referendo determina também que seja apresentada a prestação de contas de valores contratualmente já pagos.

Pregões irregular e regular – Exame do processo 10401/20 resultou no julgamento pela irregularidade do Pregão Eletrônico 011/2020, da Secretaria de Estado da Administração, destinando R$ 54,2 milhões à aquisição de medicamentos, em razão de demandas judiciais. Prazo de 30 dias foi concedido à gestora da pasta, Jacqueline Fernandes de Gusmão, para apresentação de esclarecimentos acerca de quantidades e valores de alguns itens apontados com sobre preço pela Auditoria da Corte.

Da mesma secretaria foi julgado regular com ressalvas o Pregão Presencial para registro de preços, sob nº 00379/2019, seguido dos contratos decorrentes (processo 08309/20). Os recursos são de R$ 12,3 milhões e se destinam à compra de material de ensino (conjunto professor/aluno), de responsabilidade de Secretaria de Estado da Educação da Ciência e da Tecnologia.

A sessão 2.852 serviu ainda ao julgamento de outros procedimentos licitatórios de prefeituras para compra de combustíveis e alimentos; além de prestações de contas, atos de pessoal relativos a concursos públicos e a pedidos de aposentadorias e pensões de servidores públicos e/ou dependentes.

Presidida pelo conselheiro Antônio Gomes Vieira Filho, a sessão contou com as participações do conselheiro Fernando Rodrigues Catão, conselheiro em exercício Antônio Cláudio Silva Santos e do conselheiro substituto Renato Sérgio Santiago Melo. Além da procuradora Isabella Barbosa Marinho Falcão, atuando pelo Ministério Público de Contas.

SESSÃO NA INTEGRA https://youtu.be/1lhBxigsKa0

Com Ascom/ TCE-PB

Comentar


Cícero quer dialogar com ambulantes e defende novo centro comercial em João Pessoa

No terceiro bloco do debate da TV Cabo Branco, o candidato a prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), apresentou propostas para resolver a questão do comércio informal e dos vendedores ambulantes, como a construção de um novo centro comercial no Centro.

“Quando fui prefeito tive a prática do diálogo, da conversa e fizemos a primeira grande organização do comércio em respeito aos vendedores ambulantes da cidade. Aproveito para informar ao candidato que temos hoje cadastrados na prefeitura cerca de 450 vendedores ambulantes no centro da cidade”.

Cicero acrescentou que já tem sentado com representantes desse segmento para localizar outras áreas para que nos moldes do Terceirão, Shopping 4.400 e Durval Ferreira podemos alocar todos eles para um centro comercial com o mesmo modelo de financiamento do Banco do Nordeste. Esse é o compromisso de quem tem experiência, responsabilidade e não simplesmente copia projetos da internet sem a solução necessária”.

Desmascarando a mentira

Cícero Lucena (Progressistas) se defendeu das mentiras do candidato Nilvan de que foi condenado e convidou todos a conferirem em seu instagram as decisões da Justiça e certidões com data de ontem do TCU, TRF-4, STJ e Tribunal de Justiça comprovando que não fui condenado em nenhum processo, assim como o próprio radialista me parabenizou ao vivo em seu programa me parabenizando pela minha inocência mostrando que tem dupla personalidade.

“O candidato tem como prática de vida manipular a verdade, falseando os fatos, assim como também pode ser visto no instagram Mentiras de Nilvan, lá você vai ver ele me parabenizando, me abraçando, feliz e me chamando de caboquinho, na ocasião em que tive meu último processo julgado e me inocentado das acusações”, lembrou Cícero fazendo com que Nilvan fosse obrigado a admitir que parabenizou pela inocência de Cícero e com a desculpa que estava “equivocado”

Réu por falsificação e sonegação de impostos

Cícero lembrou que João Pessoa toda já sabe que o senhor é que responde a um processo por falsificação, contrabando e sonegação de impostos de sua loja, que inclusive, é a única experiência administrativa que você tem.

“Isso o senhor sabe que é verdade e que está em segredo de justiça. Porque você não pede a quebra do segredo de justiça, porque sabe que existe um laudo pericial que comprovou a falsificação. Vender produto falsificado e sonegar imposto é crime contra o erário público e contra o consumidor. Assim como o senhor é investigado e tem delatores dizendo que você recebeu e devolveu dinheiro de propina em função de ter achado pouco depois de ter recebido e isso é crime. Eu tenho certidões negativas em todos os tribunais, depois de ter sido maltradado, injustiçado e após 16 anos inocentado e parabenizado, até pelo candidato.”

Cícero também lembrou que a família de Nilvan recebeu mais de R$ 500 mil em apenas um ano, na prefeitura de João Pessoa, Bayeux e outras com fortes suspeitas inclusive de serem funcionários fantasmas porque sequer lá residem. Convido você eleitor a pesquisar o nome dos parentes de Nilvan vejam quantas prefeituras que eles recebem em algumas que sequer residem. Será que era pelo mesmo problema do delator do escândalo de Cabedelo que contou que o senhor era acostumado a receber toco”.

Mobilidade Urbana

Após Cicero perguntar e Nilvan, que não soube responder sobre qual a frota de ônibus e quantos passageiros são transportados por mês em João Pessoa, Cícero deu uma aula de mobilidade urbana e nas propostas para melhoria do transporte público. “Temos 560 ônibus em nossa cidade que transporta R$ 4 milhões em médias por mês e 99 linhas, parte delas desativadas agora. Vamos fazer uma revisão do transporte coletivo inserindo tecnologia, modernidade e acompanhamento para rever o preço das passagens”.

*A João Pessoa estou oferecendo a minha vida, o meu conhecimento, a minha história”*

Em suas considerações finais, Cícero destacou que João Pessoa acompanhou a sua vida pública e história como governador, ministro, prefeito e Senador da República. “Nos últimos anos fui vítima de injustiças políticas a exemplo do que estou mais uma vez passando aqui. Mas por mais difícil e duro que tenha sido passar por essas dificuldades sempre segurei nas mãos de Deus e ao lado da minha família para que tivéssemos equilíbrio, controle e que no tempo de Deus a nossa inocência seria comprovada porque minha vida quero dedicar, como sempre fiz, a cuidar das pessoas e fazer o bem como estabelece a minha formação Cristã”.

“O candidato completou que está voltando à vida pública oferecendo a sua experiência, equilíbrio e fé em Deus para que a cidade seja mais justa, humana e solidária. “Conheço João Pessoa e seus problemas, sempre agi de forma inovadora e estou pronto para consertar o que precisa na saúde, avançar na educação de qualidade, da mobilidade das pessoas e cuidar dos que mais precisam. A João Pessoa estou oferecendo a minha vida, o meu conhecimento a minha história para cuidar dos pessoenses. Por isso peço que no domingo me esse crédito de confiança para que eu possa doar minha vida em favor dessa cidade”

Com Assessoria

Comentar


Cícero garante que está preparado para administrar João Pessoa:”Farei melhor governo da minha vida”

Em seu último guia eleitoral antes do domingo da eleição, o candidato a prefeito Cícero Lucena (Progressista) disse que chegou a hora da escolha mais importante das últimas décadas do povo de João Pessoa e que está preparado para fazer o melhor governo de sua vida. “Vivemos num tempo da dor da pandemia, com perdas irreparáveis, desemprego. É por isso que esse momento é tão importante, já governei João Pessoa e sei o tamanho da responsabilidade. Cada decisão, cada escolha e cada passo define o futuro de quase 1 milhão de pessoas”.

Em uma mensagem de agradecimento ao povo de João Pessoa Cícero falou que não é tempo de votar com emoção, é tempo da razão. Não é hora de aventuras, é tempo de responsabilidade, equilíbrio. “É preciso escolher alguém com capacidade de unir a nossa gente em torno de uma só missão: fazer por João Pessoa, cuidar das pessoas, cuidar dos bairros, de cada rua, de cada lugar, preservar os empregos, o comércio funcionando, melhorando o atendimento de saúde, o transporte, fazer mais pela educação”.

Cicero garante que está preparado para fazer o melhor governo de sua vida. “Vou cumprir essa missão e dedicar o melhor de mim. João Pessoa precisa muito de você no domingo. Vote por João Pessoa, vote 11 e confirme”.

Propostas para melhorias nos bairros

No guia de encerramento da campanha, Cícero também apresentou em seu a série Meu Bairro Precisa de Cícero, com propostas para a melhoria da infraestrutura dos bairros de João Pessoa. Dentre as obras que serão realizada pelo prefeito Cícero em Mangabeira estão a construção do novo shopping popular, a modernização do mercado público, a construção do distrito dos mecânicos, o cemitério e voltar com a maternidade Santa Maria. No Valentina Cicero vai fazer a elevação da ponte ligando Mangabeira a Valentina, construir o terminal de integração, recuperar o centro de cidadania, pavimentar ruas e construir um campo de futebol no Parque do Sol.

No Jardim Oceania e no Bessa Cícero vai estruturar a Eco Praça e criar uma ciclovia na avenida Churchacruz, assim como já fez o saneamento, os canais de drenagem e o calçamento de ruas. Nos Bancários, Cícero irá construir o Parque Jardim das Três Ruas, iluminado e com monitoramento da guarda municipal, pista para caminhada, ciclovia, parquinhos para as crianças, espaço pets e academia para idosos. Também vai reformar o Centro de Zoonoses e criar a clínica do Pet, o primeiro hospital público veterinário de João Pessoa. “Eu conheço muito bem cada região e cada bairro de João Pessoa. Tenho experiência e um plano de ação para resolver os problemas da cidade com decisões técnicas para avançar já nos primeiros dias de governo”, garantiu Cícero.

Com Assessoria

Comentar


Saiba quem são os integrantes da equipe de transição da prefeitura de Campina Grande

 

Imagem Reprodução

Romero Rodrigues e Bruno Cunha Lima anunciaram na tarde desta quinta-feira (26) a equipe que será responsável pela transição administrativa na prefeitura de Campina Grande. O mandato do atual prefeito se encerra no final de dezembro e o prefeito eleito deve ser empossado em janeiro já sabendo da real situação econômica, financeira e administrativa da PMCG. Essa será a missão da equipe.

Veja abaixo os nomes apresentados por Bruno Cunha Lima e Romero Rodrigues:

Indicações do atual prefeito:

  • Diogo Flávio Lyra Batista (Secretário de Administração)
  • Raimundo Asfora Neto (Secretário de Esporte, Juventude e Lazer)
  • Antônio Hermano (Presidente do Ipsem)
  • Ricardo Wagner (Controlador Geral do Município)

Indicações do prefeito eleito:

  • Gustavo Nogueira (Advogado)
  • Harrison Targino (Administrador)
  • Mariana Teles (Advogada)
  • Larissa Almeida (Advogada)
  • Ricardo Braga (Empresário:)
Comentar


Cícero apresenta certidões provando que é elegível e derruba mais uma fake news dos adversários

Os advogados da coligação “Pra cuidar de João Pessoa” apresentaram nesta quinta-feira (26) duas certidões como resposta a mais uma onda criminosa de fake news plantadas contra o candidato à Prefeitura de João Pessoa, Cícero Lucena (PP).

Na certidão da Justiça Eleitoral, os advogados alertam que a candidatura de Cícero transitou em Julgado, não cabendo mais recursos. Ou seja, Cícero é elegível!

“Certifico para os devidos fins, que a sentença proferida nos presentes autos transitou em julgado no dia 28/10/2020. O referido é verdade e dou fé”, diz a certidão do TRE/PB.

Já a certidões do TCU, comprova: “O Tribunal de Contas da União CERTIFICA que, na presente data, o(a) requerente acima identificado(a) NÃO CONSTA da relação de pessoas físicas com contas julgadas irregulares, para fins de declaração de inelegibilidade, nos termos do art. 11, § 5o, da Lei 9.504/1997, do art. 1o, inc. I, alínea “g” da Lei Complementar 64/1990 e do art. 91 da Lei 8443/1992”.

Veja os documentos:

 

­

Comentar


Na véspera do segundo turno, Operação Poço Sem Fundo joga um “balde de água fria” na candidatura de Nilvan Ferreira

Imagem Reprodução/jornal de boa vista

Por mais que tentem os aliados, não há como separar o escändalo do Incra do projjeto político de Nilvan Ferreira. A Operação Poço Sem Fundo, tendo a frente CGU e o Ministério Público Federal, jogou “um balde de água fria” na campanha do candidato do MDB, restando poucos dias para o segundo turno da eleição de prefeito em João Pessoa.

Mesmo negando qualquer participação no suposto desvio de R$ 45 milhões do Incra e Ddnocs, através de contratos sem.licitação, existem alguns aspectos irrefutáveis que fogem aos inatrumentos de fefesa de Alberto Gomes, dirigente do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca na Paraíba, presidente do MDB em João Pessoa e “homem forte” da campanha de Nilvan.

Primeiro: em nota, “Esquerdinha”, como é conhecido João Alberto, trata como falsas as notícias de que está sendo investigado pela operação.

Os órgãos de fiscalização e investigação não aparentam ter o mesmo.entendimento. Um trecho da denúncia diz o seguinte: “O atual coordenador do DNOCS/PB foi secretário parlamentar do ex-Deputado Federal. Destarte, os gestores dos dois órgãos envolvidos nos crimes investigados (INCRA/PB e DNOCS/PB) e também a ex-prefeita do Município de Araruna/PB possuem direta relação com Benjamin Maranhão, demonstrando sua forte influência política e reforçando, por conseguinte, seu envolvimento na ORCRIM, sendo ele responsável por capitalizar o grupo criminoso, recebendo contraprestações por isso’’.

De fato, embora negue qualquer tipo de relação com Benjamin Maranhão nos últimos oito anos, Esquerdinha foi visto em Brasília em 2018, ou seja, dois anos atrás, ao lado do do ex-deputado, como coordenador regional do Denocs, em busca de verbas para obras de combate à seca na Paraíba.

Outra coisa: Esquerdinha nega que seja coordenador da campanha de Nilvan. Segundo ele, a missão foi delegada ao publicitário Lucas Sales.Até aí, tudo bem. Mas, em entrevistas anteriores à operação, o próprio candidato do MDB rasga elogios ao dirigente, a quem chama de “meu braço direito”.

Diante de tudo isso, fica difícil imaginar que Alberto Gomes, presidente municipal do MDB, não tenha ingerência na campanha eleitoral do swu próprio partido em João Pessoa.

Apesar de não ter nada a ver com o escândalo, Nilvan deve acabar arcando com o ônus do desgaste eleitoral, por ter entrado numa campanha “com o pé esquerdo”.

 

 

Comentar


Partido que apoiou Walber Virgulino no primeiro turno anuncia voto em Cícero Lucena

O partido Democracia Cristã (DC), que apoiou a candidatura de Wallber Virgolino (Patriotas) à prefeitura de João Pessoa no primeiro turno, está com nova direção e anunciou o seu apoio a Cícero Lucena dos Progressistas neste segundo turno.

A nova presidente municipal é Suenya Barbosa de Sousa. Estavam presentes na ocasião o presidente estadual Wellington Silva, o secretário geral Edvaldo Caiçara.

A legenda está presente em 30 municípios paraibanos e não teve candidato a vereador em João Pessoa, este ano.

Segundo Wellington, o partido vai trabalhar com todo empenho para eleger Cícero Lucena e Leo Bezerra.

A decisão de apoiar Cícero se deve à experiência, projetos e forma de gestão do candidato progressista, sempre voltado ao cuidar das pessoas.

Com Assessoria

Comentar


Assembleia Legislativa deve homenagear dono da São Braz

Ricardo Barbosa apresentou proposta (Imagem Reprodução da Internet)

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Ricardo Barbosa, apresentou projeto de resolução concedendo a Medalha do Mérito Empresarial José de Paiva Gadelha ao empresário José Carlos da Silva Júnior, Diretor Presidente do Grupo São Braz, pelo destaque empreendedor conferido nacionalmente pela Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic), que elegeu o São Braz como o melhor café gourmet produzido pelas grandes torrefações do país.

A premiação ‘’Melhores da Qualidade ABIC’’ é um reconhecimento às marcas que se destacam durante o ano no Programa de Qualidade do Café – PQC, nas categorias Extraforte, Tradicional, Superior e Gourmet. Além de certificar o produto, a empresa é auditada quanto às boas práticas de fabricação de todo o processo de industrialização, para garantir consistência.

“É com grande prazer que recebemos essa tão importante notícia para a nossa indústria do café, em especial em relação ao crescente mercado dos produtos gourmet. Todos nós, paraibanos, estamos orgulhosos com a excelência da São Braz. Nada mais justo do que reconhecer que, especialmente em um ano atípico de contingenciamentos diversos, a São Braz deu um grande salto empreendedor, superando adversidades nacionais e investindo ainda mais forte na qualidade de seus produtos. Uma grande realização!”, justificou Ricardo Barbosa.

Com Assessoria

Comentar


NO SERTÃO: Mais um prefeito reeleito de olho nas eleições de 2022

Prefeito Dedé, de Santana dos Garrotes (Imagem Reprodução)

Aliados do prefeito reeleito de Santana dos Garrotes, José Paulo Filho, conhecido como Dedé (Cidadania), já estimulam o político a sair candidato a deputado estadual nas eleições de 2022.

Com grande popularidade na região do Vale do Piancó, o gestor é visto como umas das boas opções da região para disputar e representar os moradores dos vários municípios sertanejos na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Dedé vai para o seu segundo mandato e na eleição do último dia 15 de novembro foi eleito com 2.880 votos, o que corresponde a 60,42%. Na Câmara o grupo situacionista elegeu sete, dos nove vereadores para o futuro mandato.

Bem relacionado com o governador João Azevêdo (Cidadania), Dedé disse que o momento é de cautela, organização e planejamento do novo mandato, mas não descartou futuras disputas eleitorais já em 2022.

Com ResenhaPolityka

Comentar


TCE manda ex-presidente da Câmara Municipal de Cabedelo devolver R$ 425 mil aos cofres públicos

A 2ª Câmara do Tribunal de Contas da Paraíba determinou, nesta terça-feira (24), a devolução de R$ 425 mil aos cofres públicos pelo ex-presidente da Câmara de Vereadores de Cabedelo, Lúcio José do Nascimento Araújo, por despesas efetuadas com servidores comissionados, e consideradas irregulares devido à falta de comprovação dos serviços. Cabe recurso.

Houve aplicação de multa de R$ 11,7 mil ao ex-gestor após julgamento irregular da prestação de contas examinada nos autos do processo 05678/19, relativa ao período em que exerceu a função – de 1º de janeiro a 3 de abril de 2018. Época em que os pagamentos beneficiaram ocupantes de cargos comissionados apontados como “servidores fantasmas” no âmbito da “Operação Xeque Mate”.

Em defesa, o ex-presidente alegou que os cargos comissionados foram criados por lei e que a prestação de serviços pela maioria desses servidores ocorria à noite, sempre no horário das 19 às 23 horas, em sessões itinerantes do Poder Legislativo. Por falta de documentação comprobatória nos autos, a alegação não foi aceita pelo relator da matéria, conselheiro em exercício Antônio Cláudio Silva Santos, que votou pela reprovação das contas e imputação do débito, seguindo relatórios do órgão auditor e parecer do Ministério Público de Contas.

No mesmo processo, e do mesmo exercício, também aconteceu o julgamento, pela regularidade, das contas da então presidente da Câmara de Cabedelo, Geusa de Cássia Ribeiro Dornelas, que exerceu a presidência no período de 04 de abril a 31 de dezembro de 2018.

Na sessão do último dia 19/11, a 1ª Câmara (outra instância colegiada do TCE-PB) determinou nos autos do processo 04532/16 – e igualmente pelo mesmo motivo de despesas irregulares com servidores comissionados – a devolução aos cofres públicos do valor de R$ 307 mil, pelo também ex-presidente da Câmara de Cabedelo, Lucas Santino da Silva.

Contas aprovadas de 2019 – Na mesma sessão o colegiado julgou regulares as prestações de contas, referentes 2019, das Câmaras Municipais de Mogeiro, Junco do Seridó, São José da Lagoa Tapada, São José do Brejo do Cruz e São Domingos; e regular com ressalvas as contas da Câmara de Vereadores de Bom Jesus.

As contas de 2019 da Câmara de Alcantil, de responsabilidade de dois gestores, receberam julgamentos distintos: regular para o período exercido pelo gestor Inácio Cicero dos Santos; e regular com ressalvas o do então presidente William Henrique da Silva.

Também foram aprovadas, com ressalvas, as prestações de contas das Câmaras Municipais de Santa Rita e de Itabaiana, ambas do exercício de 2016. E, ainda, do Serviço Autônomo de Água e Esgotos da Baia da Traição, do ano de 2018.

Exame do processo 09876/20 resultou no julgamento pela regularidade com ressalvas da Dispensa de Licitação nº 092/2020, da Secretaria de Estado da Saúde, objetivando a compra emergencial de kits de testes rápidos para detecção da Covid 19.

A sessão nº 3.014 da 2ª Câmara serviu ainda ao exame de processos relativos a outros procedimentos licitatórios em pauta, denúncias e representações, recursos e verificação de cumprimento de decisões anteriores da Corte. Além de dezenas de pedidos de aposentadorias e pensões de servidores públicos e/ou dependentes.

Presidida pelo conselheiro André Carlo Torres Pontes, contou com as presenças do conselheiro Antônio Gomes Vieira Filho e do conselheiro em exercício Antônio Cláudio Silva Santos. Além do procurador Marcílio Toscano Franca Filho, atuando pelo Ministério Público de Contas.

SESSÃO NA ÍNTEGRA https://youtu.be/ZHeVbADIt0c

Com Ascom TCE-PB

Comentar