Desgaste da campanha na Capital e alianças do PSDB tornam quase inviável reeleição de Cícero

A situação do senador Cícero Lucena já era ruim, mas, piorou muito com a derrota sofrida nas últimas eleições para prefeito de João Pessoa. Se não tivesse disputado o pleito, Cícero teria se preservado para tentar a reeleição. Seria um nome muito forte na disputa.

Campanha eleitoral, todos sabem, desgasta muito a imagem e o “bolso” dos candidatos. Não por acaso, o nome do atual senador é tão pouco citado quando se fala em projeções para o Senado Federal em 2014.

Além do desgaste que enfrenta, o tucano tem outro sério problema para resolver, caso pense em concorrer à reeleição. A relação entre o governador Ricardo Coutinho e o senador Cássio Cunha Lima parece, a cada dia, mais sólida. Ou, na pior das hipóteses, não há sinais evidentes de rompimento da aliança celebrada em 2010.

Isso significa que PSDB e PSB devem estar juntos novamente nas próximas eleições. Como ficará Cícero Lucena? Vai aderir ao projeto de reeleição do arqui-inimigo? Ou pretende ser candidato numa chapa apoiando o nome de outra legenda, como fez em 2010, debandando-se para palanque do ex-governador José Maranhão contra o seu próprio partido? Ou, em última hipótese, imagina deixar o PSDB para se candidatar por outra agremiação?

Qualquer das alternativas certamente vai gerar prejuízos e mais dificuldades ao senador tucano. O cenário em que se encontra talvez seja fruto das próprias decisões de Cícero. Hoje, ele não é confiável ao senador Cássio, nem ao ex-governador José Maranhão e muito menos ao governador Ricardo Coutinho. Fica difícil encontrar aliados desse jeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor