Gestão de Cartaxo briga por licença da Sudema e “esquece” R$ 6,5 milhões para preservação da falésia do Cabo Branco

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O prefeito Luciano Cartaxo (PSD) e auxiliares passaram vários dias travando uma “guerra midiática” por causa de uma licença da Sudema para início das obras de contenção da erosão na falésia do Cabo Branco. A prefeitura de João Pessoa acusava o órgão estadual de boicotar a concessão, enquanto que a Sudema assegurava que a licença não saia porque o projeto da PMJP estava incompleto, versão confirmada pelo Ministério Público. Mas, enfim, a licença foi concedida e a licitação deve ser feita nos próximos dias, para o bem da falésia e delírio dos ambientalistas.

A PMJP adiantou que já tem R$ 14 milhões para execução da obra. Nada mal. Talvez por isso, a gestão de Luciano Cartaxo tenha “esquecido” recursos federais da ordem de R$ 6,5 milhões destinados à mesma obra através de emendas do então senador Wilson Santiago (PTB) apresentadas quatro anos atrás. O deputado federal e pré-candidato a prefeito pelo PTB, Wilson Filho, disse que os recursos já foram empenhados, contratados e até liberados, mas não chegaram aos cofres da Prefeitura da Capital por pendências no projeto. Isso mesmo, motivo semelhante ao alegado pela Sudema para demora na liberação da licença ambiental.

Pior que isso, é saber que a verba pode ser destinada a outra obra ou até mesmo a outro Estados por falta de providências da gestão municipal para resolver o problema. Numa época de crise como a que enfrentamos é, no mínimo, lamentável essa situação.

“O que estamos vendo agora é que existe uma emenda empenhada, contratada, liberada à disposição da prefeitura, desde 2010/2011, para que a obra da contenção da barreira fosse executada. Inclusive, o dinheiro pode se perder a qualquer momento, porque o projeto não foi apresentado à Caixa, que cobra documentação a prefeitura, mas que não é atendida. Eu já estive com os ministros do Turismo e vários ministros estiveram à frente da pasta nos últimos quatro anos, para pedir que cobrasse a entrega dos documentos que possibilitassem que o dinheiro pudesse ser gasto na obra, mas até agora nada foi feito pela gestão Cartaxo. Eu tenho condições de provar e garantir que essa emenda está à disposição da prefeitura desde 2011”, disse Wilson Filho, em entrevista à jornalista Márcia Dias, editora do portal PBAgora.

Com a palavra, a PMJP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor