Maranhão, mais uma vez, paga o preço pela soberba

Todo mundo sabia que não dava certo. Muita gente disse que não deveria ser assim. Mas, o candidato a prefeito José Maranhão pensava em contrário. Pior ainda: o ex-governador José Maranhão achava que bastava o seu ”patrimônio político” para definir a chapa. Estava tudo certo. Ninguém contestaria. Ledo engano.

Todo mundo, menos Maranhão, sabia que alguma coisa estava errada. E não deu outra. Veio a reação contra o oportunismo de Wilson Santiago. O troco de Manoel Júnior. A desistência (talvez também o troco) de Gervasinho. E, por último, a revolta do vereador Tavinho Santos, um dos primeiros indicados para ocupar a vaga de vice na chapa do PMDB.

Maranhão ainda é favorito, mas tem que reaprender a fazer política. Pelo menos em relação às alianças partidárias. Do contrário, estará fadado em insucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor