Milanez trai PMDB mais uma vez e anuncia apoio a Lucélio; Maranhão e Vital silenciam

Milanez: Filiado ao PMDB votando no PT (Imagem da Internet)

Milanez: Filiado ao PMDB votando no PT (Imagem da Internet)

Acostumado a “pular do barco” quando lhe convém, o vereador Fernando Milanez fez o que todos já esperavam: abandonou o candidato do PMDB, ex-governador José Maranhão, e anunciou apoio ao petista Lucélio Cartaxo para o Senado Federal. Lucélio é irmão do prefeito Luciano Cartaxo, dono da “caneta” em João Pessoa. Daí porque não causa muito estranheza mais essa traição ao PMDB.

Estranho mesmo é o fato de as principais lideranças do PMDB, a exemplo do próprio Maranhão, presidente do partido, e o candidato a governador Vital Filho, silenciarem sobre o assunto. Não se viu nenhuma declaração mais dura, muito menos se falou na possibilidade de adoção das medidas previstas em lei, para casos de infidelidade partidária. Parece até que a adesão, ou traição, como preferem alguns peemedebistas, foi um ato normal.

Pode até ser normal, levando em conta o currículo de traições de Milanez. Mas, não é invisível, principalmente aos olhos de quem acompanha um processo eleitoral onde os candidatos do PMDB enfrenta sérias dificuldades de vitória.

Fosse em outros tempos, talvez a coisa tomasse rumo diferente.

 

 

 

Em um evento com sua militância na Sede da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba, Asplan, na noite desta quarta-feira (27), o vereador de João Pessoa Fernando Milanez (PMDB) oficializou o apoio ao candidato a senador Lucélio Cartaxo (PT).

Como justificativa, o parlamentar deixou claro que há muito via como o melhor caminho para seu partido reforçar a candidatura do aliado petista ao Senado, não lançar uma candidatura própria.

“Eu lancei o nome de Lucélio dentro do PMDB em uma reunião da executiva há oito meses atrás, quando ainda discutíamos nosso destino. Eu não tenho culpa se alguém no meio do caminho tomou uma outra posição e se laçou na disputa”, explicou o peemdebista.

Ainda em suas explicações, Fernando Milanez defendeu que o momento é de renovação, e, dentre os candidatos na disputa, o único que representa melhor esse desejo é Lucélio.

“Não estou tratando de idade, estou tratando de ideias e postura. Precisamos dar oportunidade ao novo, compreendendo que cada coisa tem seu tempo. Quem já teve oportunidade, precisa dar a vez a quem está chegando. Essa é uma lógica natural, que tem que ser entendida. Não adianta insistir no contrário”, afirmou o parlamentar.

Grupo cresce – Na última segunda-feira, quem declarou apoio a Lucélio foi o vereador pessoense Mangueira, que também é peemdebista. O parlamentar explicou sua decisão pela ‘renovação’ no Senado afirmando que a vez do seu correligionário José Maranhão (que disputa a vaga de senador) já passou.

“Maranhão já teve todas chances: foi deputado federal, foi governador várias vezes, foi senador e agora quer ser outra vez. Agora é a hora do novo. Maranhão representa o passado na política”, defendeu Mangueira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor