Iceberg gigante, do tamanho da cidade de São Paulo, se desprende das geleiras da Antártida e gera apreensão

Imagem Ilustração

Um iceberg gigante, de tamanho ou maior do que a maioria das cidades europeias, se separou da Antártida, perto de uma estação de pesquisa britânica, afirmou a British Antarctic Survey (BAS), que cuida dos interesses do Reino Unido na região.

O iceberg mede 1.270 quilômetros quadrados, aproximadamente a área da cidade de São Paulo ou de Londres, se separou da plataforma de gelo Brunt, que possui umas espessura de 150 metros. As primeiras grandes rachaduras surgiram há quase uma década e, desde então, cientistas esperavam o “parto” deste bloco de gelo.

“Nossas equipes da BAS estavam preparadas para o parto de um iceberg na plataforma de gelo Brunt há anos”, afirmou a diretora da British Antarctic Survey, Dame Jane Francis.

Em comunicado, a BAS afirmou que os eventos que levaram à separação do iceberg começaram a se acelerar em novembro do ano passado.

Com metrópoles

Comentar


PAULINO X VITAL: Duas famílias tradicionais de olho no camando do MDB na Paraíba

Imagem Reproduçâo

Depois de demorada trégua, recomeçaram as refregas no MDB da Paraíba. O deputado Raniery Paulino parece disposto a “peitar” o senador Veneziano Vital do Rego na escolha do novo presidente do partido.

Se vivo fosse e não tivesse mais interesse em permanecer no cargo, o ex-senador José Maranhão certamente tomaria partido em favor do parlamentar de Guarabira.

Maranhão e a família Paulino sempre tiveram uma relação muito próxima. Bem mais próxima do que com a família Vital. Para quem não lembra, Roberto Paulino foi vice de Maranhão e candidato a governador em 2002, também por indicação do então presidente do MDB que, na época, ainda se chamava PMDB.

Com o falecimento de Maranhão, Veneziano surgiu como candidato único, inicialmente, à presidência do partido.Recebeu, inclusive, o “sinal verde” da família Maranhão e dos dois vereadores emedebistas na Capital.

Mas, a entrada de Raniery no páreo muda o cenário. Primeiro por representar uma família bem mais tradicional  e fiel dentro do MDB. Segundo, porque pode atrair o “espólio” de Maranhão, cujo estímulo a Veneziano ocorreu também por absoluta falta de opções.

Não quer dizer que Raniery virou favorito. Afinal, muita água ainda deve rolar por baixo dessa ponte. Mas, que sua entrada “bagunçou o coreto” do Cabeludo de Campina, não resta dúvida.

O problema agora é saber se a disputa é para valer. Depois disso, poderemos tentar aferir “quem é quem” no tabuleiro do xadrez.

 

MALDADES DOS BASTIDORES 

*****O suplente Trócolli Júnior trabalha dobrado, mesmo com a pandemia, em busca de votos para recuperar o mandato em 2022. Primeiro passo é corrigir erros da campanha anterior

*****A tatuagem no ânus parece ter rendido bons frutos à cantora Anita. Depois da música de Sikeira Júnior, produtores querem que ela faça o show de reabertura daquela famosa casa de shows carioca: O CANECÃO.

****O presidente Dinho vai, aos poucos, tomando as rédeas  da gestão na Câmara Municipal de João Pessoa. Por ter integrado Mesas Diretoras anteriores, a experiencia tem llhe ajudado e muito.

××××Assessores mais próximos têm aconselhado aos gêmeos Cartaxo evitarem locais públicos e entrevistas, pelo menos por enquanto. Temem que o encontro com populates gere desconfortos. Lula que o diga.

****Vem novidade por aí no PSB da Paraíba. A relação do presidente Gervasio Maia com o ex-governador Ricardo Coutinho não é mais a mesma, faz tempo. Ricardo pode enfrentar novo calvário.

Imagem da Internet

Comentar


Com apenas um caso de covid-19, Nova Zelândia volta a determinar confinamento em sua maior cidade


A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, afirmou que a identificação de um novo caso da doença no país causa preocupação. (Foto: Mark Mitchell/New Zealand Herald via AP)

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, ordenou neste sábado (27) que a maior cidade do país, Auckland, volte a adotar o confinamento após a detecção de um novo caso de covid-19.

As novas restrições em Auckland devem durar no mínimo sete dias e foram anunciadas menos de duas semanas depois de um confinamento de três dias na cidade.

A partir de domingo (28), os moradores da cidade de 1,7 milhão de habitantes terão que permanecer em suas casas, exceto para trabalhar ou fazer compras de primeira necessidade. Escolas e estabelecimentos comerciais não essenciais permanecerão fechados.

O restante do país está submetido a restrições, como o limite de concentrações ao máximo de 100 pessoas e a obrigação do uso de máscara nos transportes públicos.

Ardern anunciou neste sábado (27) que um novo caso de coronavírus confirmado representa uma “causa de preocupação”, pois trata-se de uma pessoa contagiosa há uma semana que não estava em isolamento.

O confinamento anterior, o primeiro em quase seis meses em Auckland, foi adotado após a descoberta de três casos na cidade.

Desde então, várias pessoas com um vínculo comum com uma escola do sul da cidade apresentaram sintomas. Ardern disse que o caso confirmado não pode ser diretamente vinculado a outros testes positivos registrados há duas semanas.

A primeira-ministra considera que a epidemia avança porque as pessoas não se isolam como deveriam.

O balanço da Nova Zelândia na luta contra a covid-19 é elogiado pela comunidade internacional. Vinte e seis pessoas morreram vítimas da doença no país de cinco milhões de habitantes.

Com AFP

Comentar


Brasil ultrapassa 254 mil mortos por covid-19 e 10 milhões de infectados

Mesmo com vacinas, número de mortes por covid-19 continua subindo (Imagem Reprodução)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Brasil registrou 1.275 mortes pela Covid-19 e 50.840 casos da doença, neste sábado (27). Com isso, o país alcança 254.263 óbitos e 10.508.634 pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 desde o início da pandemia.

A média móvel de óbitos dos últimos sete dias ficou em 1.180. Com isso, o país completa 38 dias com a média acima de 1.000.

A média é recurso estatístico busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias, dividindo por sete.

O Brasil enfrenta o seu pior momento na pandemia. Vários estados adotaram nos últimos dias medidas restritivas que vão de toque de recolher a cirurgias em hospitais, veto à celebração de missas e comercialização de bebidas alcoólicas. No estado de São Paulo, mais de 40 hospitais privados estão lotados.

Os dados do país, coletados até às 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

O consórcio também atualizou informações repassadas sobre a vacinação contra a Covid-19 por 16 estados.

Já foram aplicadas no total 8.453.425 doses de vacina (6.535.363 da primeira dose e 1.918.062 da segunda dose), de acordo com as informações disponibilizadas pelas secretarias de Saúde.

As vacinas disponíveis no Brasil são a Coronavac, do Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac, e a Covishield, imunizante da Fiocruz desenvolvido pela parceria entre a Universidade de Oxford e a AstraZeneca.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Com folhapress

Comentar


TCE recebe balancetes de janeiro de prefeituras e câmaras municipais até meia noite deste domingo

Imagem Divulgação/TCE

Prefeituras Municipais e Câmaras de Vereadores podem enviar balancetes de janeiro de 2021 ao Tribunal de Contas do Estado da Paraíba até meia noite deste domingo (28). O Governo do Estado, 152 Prefeituras Municipais e 204 Câmaras de Vereadores encaminharam os balancetes de janeiro ao TCE-PB dentro do prazo para isso estabelecido. Ainda não concluíram a entrega, 71 Prefeituras e 19 Câmaras Municipais. São dados do Tramita até às 11h30 deste sábado.

A Resolução Normativa nº 3/2014, instrumento por cujo meio o TCE-PB disciplina a questão, estabelece como prazo para apresentação desse documento “o último dia do mês seguinte ao de referência”. Portanto, no caso dos balancetes de janeiro de 2021, o prazo de entrega expira  meia-noite deste domingo (28).

Exclusivamente encaminhadas por meio eletrônico, as informações devem conter atos de gestão de pessoal, folha de pagamento, execução orçamentária, financeira e patrimonial, legislação pertinente, extratos bancários, notas fiscais, licitações e obras.

Multa ao inadimplente – Deixar de apresentar os balancetes, no prazo estabelecido, acarretará o bloqueio de contas bancárias, ficando o gestor sujeito às penas previstas na Resolução, no caso, multa pessoal no valor de R$ 500,00, acrescido de R$ 100,00, por mês de atraso a partir do mês subseqüente da declaração até o mês da efetiva correção.

Com Ascom/TCE-PB

Comentar


Paraíba registra 20 mortes por covid-19 neste sábado

Imagem Pilar Olivares

A Paraíba registrou, neste sábado (27), 1.416 casos de Covid- 19. Também foram confirmados 20 novos óbitos desde a última atualização, sendo 17 deles nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde ao ClickPB desde a última atualização, 117 (10,16%) são casos de pacientes hospitalizados e 1.272 (89,83%) são leves.

Números Totais:

  • Casos Confirmados: 219.723
  • Óbitos Confirmados: 4.471
  • Casos Recuperados: 158.132
  • Testes Realizados:  653.143

Agora, a Paraíba totaliza 219.723 casos confirmados da doença, que estão distribuídos por todos os 223 municípios. Até o momento, 653.143 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

Os óbitos ocorreram entre os dias 25 e 27 de fevereiro de 2021, sendo três deles em hospitais privados e os demais em hospitais públicos. Com isso, o estado totaliza 4.471 mortes. O boletim registra ainda um total de 158.132 pacientes recuperados da doença.

Concentração de casos

Cinco municípios concentram 741 novos casos, o que corresponde a 52,33% dos casos registrados neste sábado.

São eles:

  • João Pessoa, com 442 novos casos, totalizando 58.330;
  • Campina Grande, com 134 novos casos, totalizando 20.294;
  • Cajazeiras, com 67 novos casos, totalizando 4.720;
  • Sousa, com 62 novos casos, totalizando 4.928;
  • Aroeiras, com 36 novos casos, totalizando 557.

* Dados oficiais preliminares (fonte: e-sus VE, Sivep Gripe e SIM) extraídos às 10h do dia 27/02/2021, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Óbitos

Até este sábado, 206 cidades paraibanas registraram óbitos por Covid-19. Os 20 óbitos confirmados neste boletim ocorreram entre residentes dos municípios de Alagoa Grande (1), Barra de Santana (1), Borborema (1), Cajazeiras (1), Jacaraú (1), Campina Grande (1), João Pessoa (8), Patos (3), Princesa Isabel (2), Santa Luzia (1) e São Bento (1). As vítimas são 11 homens e 09 mulheres, com idades entre 36 e 97 anos. Hipertensão foi a comorbidade mais freqüente e cinco não tinham comorbidades.

Ocupação de leitos Covid-19

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 69%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 89%. Em Campina Grande estão ocupados 62% dos leitos de UTI adulto e no sertão 69% dos leitos de UTI para adultos. De acordo com o Centro Estadual de Regulação Hospitalar, 45 pacientes foram internados nas últimas 24h.

Cobertura Vacinal

Foi registrado no sistema de informação SI-PNI a aplicação de 143.462 doses. Até o momento, 109.323 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 34.138 com a segunda dose da vacina.

Comentar


Prefeitura de João Pessoa tem disque-denúncia contra aglomerações

População pode denunciar aglomerações por telefone (Imagem Reproduçâo)

A Prefeitura de João Pessoa disponibilizou mais um canal para receber denúncias de infrações aos decretos de restrição nesse período de enfrentamento à disseminação da Covid-19. Trata-se do novo número do Tele Disque Denúncia de Aglomeração 9 8600-4815, que vai funcionar 24 horas, na Secretaria Municipal de Saúde.

A população pode fazer denúncias de aglomeração em estabelecimentos como bares, quiosques e restaurantes, assim como em espaços públicos, a exemplo de praias e praças. De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde, Aline Grisi, os cidadãos serão atendidos por técnicos e a denúncia será encaminhada para providências da Vigilância Sanitária.

“Confirmando que há aglomeração no estabelecimento denunciado, seja bar, restaurante ou outro, o local será interditado. No caso de aglomerações em espaços públicos, será acionada a Polícia Militar”, explicou a diretora de Vigilância em Saúde.

Cim Secom/JP

Comentar


Chuva de 50,8 mm em apenas seis horas, alaga ruas e deixa carros submersos em João Pessoa

Imqgem Reprodução

A cidade de João Pessoa amanheceu nesta sexta-feira (26) com um forte volume de chuvas. De acordo com a Secretaria Executiva da Defesa Civil, até às 9h, foram registrados 50,8 milímetros de volume pluviométrico. Apesar da quantidade de chuvas, não foi registrada ocorrência grave envolvendo feridos.

“Recebemos muitos chamados da população, mas graças a Deus nada grave. Vale registrar que esses problemas ocasionados pelas chuvas não são de hoje, não vem da atual gestão. São problemas históricos, que acontecem há muitos anos na cidade de João Pessoa. Estamos trabalhando para minimizar o impacto na vida do pessoense”, explicou o secretário executivo da Defesa Civil, Kelson Chaves.

Devido ao forte volume pluviométrico, vários pontos da cidade registraram alagamentos, como na Avenida Dom Pedro II, que ainda teve uma árvore caída próximo ao Ibama, no Viaduto do Cristo, na Avenida Bancário Sérgio Guerra, nos Bancários e na Avenida Epitácio Pessoa. Além disso, foi confirmado o deslizamento de uma barreira entre os bairros do Roger e Padre Zé, mas ninguém ficou ferido. Segundo Kelson Chaves, a chuva deve permanecer durante toda a manhã.

“Nas últimas seis horas, registramos 50,8 mm de chuva, que é um volume muito alto. A previsão é que permaneça chovendo durante toda a manhã e dê uma trégua no período da tarde”, revelou o secretário.

A chuva intensa mobilizou várias secretarias da Prefeitura de João Pessoa. Equipes de várias secretarias estão a postos nas ruas.

Com Secom-JP

Comentar


TCE multa prefeito de Cacimba de Dentro em R$ 4 mil por excesso de contratações

Nominqndo preside Primeira Câmara (Imagem da Internet)

A 1ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado, sob a presidência do conselheiro Nominando Diniz, voltou a se reunir nesta quinta-feira (25), em sessão ordinária por teleconferência, oportunidade em que apreciou uma pauta de julgamentos com 53 processos, entre prestações de contas, recursos, licitações e contratos, inspeções, denúncias, atos de pessoal e verificação de cumprimento de decisão.

O Colegiado julgou procedente denúncia formulada pelo ex-presidente da Câmara Municipal de Cacimba de Dentro, Alexandre Márcio Ramos, contra o prefeito Valdinele Gomes Costa, em relação ao incremento injustificado de contratações por excepcional interesse público ao longo dos primeiros meses do ano de 2020 (proc. 11439/20).

Ao receber a denúncia, o relator, conselheiro substituto Renato Sérgio Santiago Melo, considerou um “absurdo”. O município fica a 164 km da Capital, com uma população média de 17 mil habitantes. Conforme consta nos autos, no período denunciado e após inspeção especial constatou-se a existência 271 contratações por tempo determinado, 67% em relação ao número de efetivo.

A Câmara, à unanimidade, acompanhou o voto do relator, para julgar pela irregularidade dos procedimentos. Além de uma multa ao gestor no valor de R $4.000,00, os autos serão encaminhados ao Ministério Público para análise de possíveis atos de improbidade, face às contratações sem concurso público. Para o conselheiro Nominando Diniz, essa é uma prática recorrente e o TCE precisará sem mais rígido na análise das justificativas para as contratações, que podem ser legais, mas precisam de um substancioso amparo constitucional, tendo em vista a excepcionalidade.

Regularidade – Regulares, algumas com ressalvas, foram julgadas as contas dos institutos de previdência municipal das prefeituras de Água Branca, Pilõezinhos, Pilões (2018) e Alagoinhas (2016), bem como a prestação de contas da Câmara Municipal de Belém do Brejo do Cruz, exercício de 2019, na gestão do vereador Francisco Marconi Linhares.

Rejeitado foi o recurso de reconsideração (proc. nº 4133/19), interposto pelo gestor do município de Água Branca, Everton Firmino Batista, contra decisão prolatada no acórdão AC1-TC-00237/20, referente a contratações irregulares para serviços de saúde e assessoria jurídica. Irregular foi julgado o processo licitatório que envolveu a prefeitura de Mãe D’água (proc. nº 09982/20), referente a verificação de cumprimento da Resolução RC1-TC-00055/20.

Da mesma forma, os membros do colegiado reprovaram o Pregão Eletrônico realizado pela prefeitura de Passagem, (proc nº 15679), objetivando a contratação de empresa na prestação de serviços de gerenciamento, controle e intermediação no fornecimento de combustíveis para o ano de 2020. Na decisão o gestor foi multado em R $5.000,00. Da mesma forma, após inspeção especial, a Corte manteve a posição pela irregularidade do processo licitatório sugerido pela prefeitura de Montadas, visando aquisição de material de construção. (proc. nº 8421/20). O processo já havia sido suspenso por decisão singular.

A Câmara decidiu não tomar conhecimento de denúncia apresentada contra a prefeitura de Jericó (proc. 14360/20), referente a obras de ampliação em unidade de saúde, tendo em vista ser competência do TCU, face a origem dos recursos. Procedência parcial foi a decisão do TCE em relação à denúncia contra o ex-prefeito Douglas Lucena, de Bananeiras (proc. nº 13892/19), referente a irregularidades no pagamento de obras realizadas à Construtora SBG. Coube multa de R $1.000,00 e anexação da denúncia às contas do ex-gestor.

A 1ª Câmara do TCE realizou sua 2859ª sessão ordinária pela via remota. Contou com a participação on-line dos conselheiros Nominando Diniz Filho (Presidente), Antônio Gomes Vieira Filho, Antônio Cláudio Silva Santos e Renato Sérgio Santiago Melo (substituto). Pelo Ministério Público de Contas atuou a sub procuradora Isabella Barbosa Martinho Falcão.

Com AscomTCE –PB

Comentar


Governo do Estado distribui nesta sexta-feira nova remessa de vacinas com municípios


Imagem Reprodução

Começou às 7h desta sexta-feira (25), a distribuição das novas doses das vacinas Astrazeneca e Coronavac para todos os municípios da Paraíba. A quinta remessa de vacinas Coronavac chegou no início da tarde desta quinta-feira (25), no Aeroporto Internacional Presidente Castro Pinto, na Região Metropolitana de João Pessoa.

De acordo com o secretário Executivo de Gestão de Unidades de Saúde da Paraíba, Daniel Beltrammi, a distribuição acontece tanto via rodoviária quanto aérea para dar continuidade das campanhas de vacinação e a execução das doses já podem ser feitas com os quatro últimos lotes.

Ainda de acordo com Beltrammi, será vacinada a população com mais de 80 anos, trabalhando com dois grupos.

“Primeiro vacinar 100% as pessoas de 85 e 89 anos, e na sequência, de 80 e 84 anos e assim proteger os idosos que tem mais adoecer gravemente e perder suas vidas”, afirmou.

Nas quatro primeiras remessas, a Paraíba recebeu 223.680 doses, como o ClickPB apurou. Do total, 187.680 foram da Coronavac e 36 mil da Oxford/Astrazeneca.  Nessa quarta-feira (24), o Estado recebeu 39.500 de Astrazeneca e hoje, 23.800 de Coronavac, totalizando 63.300 doses. Essas duas vacinas são aplicadas em duas doses, cada um com intervalos diferenciados, sendo a primeira com até 28 dias e a segunda, até quatro meses.

Com Isabela Melo/Clickpb

Comentar