Deputado prevê dificuldades de convivência entre Ricardo e o Legislativo

Tião Gomes lamentou a postura da oposição de tentar prejudicar gestão de Ricardo Coutinho

Tião Gomes lamentou a postura da oposição de tentar prejudicar gestão de Ricardo Coutinho

O deputado estadual Tião Gomes (PSL), disse que 2013 poderá ser um ano muito difícil para o governador Ricardo Coutinho em sua relação com a Assembleia Legislativa. O parlamentar, que pertence à base de sustentação ao Governo, lamentou os últimos acontecimentos em relação às denúncias contra o chefe do executivo, e acusou a oposição de estar orquestrando várias manobras na tentativa de prejudicar o mandato.

Ao se referir à “oposição”, Tião apontou como endereço o PEN (Partido Ecológico Nacional), o qual estaria crescendo não apenas como uma força partidária no Estado, mas como uma grande organização que nasce com um objetivo, “que é o de tentar cassar o mandato do governador”.

O deputado afirmou: “O grosso da oposição ao governador da Paraíba, hoje, está comandada pelo PEN, o qual vem usando o deputado Janduy Carneiro para catar pulga em bicho que não tem, unicamente com a intenção de desestabilizar um governo que está revolucionando este Estado, que está fazendo da Paraíba um canteiro de obras e que há de ficar na história como uma gestão que estruturou o Estado e efetuou mudanças de estilo”.

Para dar um exemplo do que seria uma “manobra do PEN”, o deputado disse que o Regimento Interno da Casa de Epitácio Pessoa não foi mudado por acaso: “Nunca se viu, em toda a história da Assembleia, a aprovação ou reprovação de contas por maioria simples no Legislativo. Tinha que ser com dois terços de maioria, mas eles se organizaram para permitir isso e fizeram essa mudança no Regimento. Esse é o maior exemplo do golpe que Janduy, como interlocutor do PEN, vem aplicando contra Ricardo”.

CPI da Granja – Sobre a instalação de uma CPI para investigar as contas da Granja Santana, proposta pelo deputado Janduy Carneiro, Tião afirmou que concorda e está disposto a assinar, desde que a comissão não seja específica para as contas do atual morador da residência oficial. “Eu assino a criação de uma CPI que seja retroativa. Só assim a população vai saber que no Governo Ricardo houve até uma redução desses gastos, conforme números já divulgados pela secretária Aracilba Rocha”.

Uma CPI dessa natureza, segundo Tião, será histórica e pode ocasionar uma séria mudança de paradigmas. “Pela primeira vez na Paraíba se discute o que um governador faz na granja, o que come e o que bebe, e ninguém nunca se preocupou com isso em relação a outros governantes. Se fizermos uma CPI extensiva a todos, serei o primeiro a assinar, porque assim Ricardo vai mostrar que gastou menos que os outros. O que ele não pode é servir de vidraça para os caprichos dessa oposição emergente”.

Comentar

Ricardo rebate críticas e diz que oposição cria “polêmica do atraso”

Governador afirma que oposição inventa informações para prejudicá-lo

Governador afirma que oposição inventa informações para prejudicá-lo

O governador do Estado da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) rebateu na tarde deste domingo (27), no Twitter, os críticos ao programa do Governo do Estado para reduzir a taxa sobre consumo de energia elétrica no Estado.

Sem especificar de onde teria partido as críticas a ação do Governo, o gestor classificou as informações contrárias a gestão como “polêmica do atraso” implantadas por “quem não descansa” na tentativa de prejudicar a sua administração.

O governador explicou que a redução na conta de energia na Paraíba será muito maior para quem é mais carente. Fato.

“À medida que cresce o consumo, o índice fica menor mas vai ter redução no preço, de qualquer jeito. Inversãoo de prioridades para Justiça Social”, garantiu o chefe do Executivo estadual.

Ainda de acordo com Ricardo Coutinho, o governo está acompanhando a presidente Dilma no esforço de redução na taxa de energia, “mas fazendo de um outro jeito, conforme a condição social da Paraíba”.

MaisPB

Comentar

Anísio ganha “queda de braço” com Juthay e elege presidente de entidade

O deputado estadual, Anísio Maia (PT) sentiu um gostinho de revanche com a vitória do seu aliado ‘Zélio’ para presidir a Federação de Pescadores e Aquicultores do Estado da Paraíba (FEPESCA) na última sexta-feira (25).

É que Zélio, que preside a Colônia de Pescadores de Costinha e encabeçou a chapa ‘Uma nova Fapesca’ venceu de lavagem o seu concorrente por 98 votos a 43. O atual presidente da Fapesca, ‘Fumacinha’ tinha o apoio do deputado estadual Jutahy Menezes (PRB), que emplacou recentemente na superintendência do Ministério da Pesca e Aquicultura na Paraíba (MPA) um aliado. O órgão federal antes era controlado por Anísio Maia.

Comemorando a vitória, Anísio Maia contou que para vencer a eleição, a chapa ‘Uma nova Fepesca’ enfrentou várias fraudes no processo eleitoral.

“A chapa de oposição não teve acesso à lista de votantes e não pôde participar do sorteio da ordem da chapa, inclusive, foram inscritas para a votação cinco colônias fantasmas. Por incrível que pareça, a mesa foi dirigida por assessores do deputado Jutahy Menezes. Além disso, os atuais dirigentes da superintendência da Pesca utilizaram ameaças e pressões contra as lideranças membros da chapa 2. Apesar de tudo, a chapa ‘Uma nova Fepesca’ mostrou a força e a união da maioria do setor pesqueiro, que busca uma federação mais dinâmica e que trabalhe com transparência e independência em relação a qualquer governo.

Anísio Maia conseguiu eleger presidente de entidade ligada à pesca

Anísio Maia conseguiu eleger presidente de entidade ligada à pesca

Assessoria

Comentar

Prefeitura de João Pessoa destina R$ 1 milhão para clubes de futebol

O projeto “João Pessoa de todas as torcidas” garante investimentos de quase R$ 1 milhão para os principais clubes da Capital, o dobro do que vinha sendo destinado até 2012. Além de garantir a estruturação das equipes, o projeto trará benefícios para a rede de ensino público do Município, que passará a usufruir dos equipamentos esportivos das agremiações.

O Botafogo, o Auto-esporte e o CSP serão os clubes beneficiados com o projeto. Principais representantes do futebol da Capital, eles receberão R$ 990 mil em investimentos para se estruturar de forma adequada e despontar no Campeonato Paraibano e outras competições. Do total, R$ 570 mil serão destinados ao Botafogo, R$ 240 mil para o Auto-esporte e R$ 180 mil para o CSP.

De acordo com o secretário municipal do Esporte, Juventude e Lazer, Sérgio Meira, o critério para definição dos valores repassados para cada equipe é o resultado obtido nas competições do ano anterior. “Cada clube recebeu uma quantia referente ao seu desempenho. Este ano, os valores corresponderam ao dobro do que foi destinado a estas equipes em 2012”, revelou.

O lançamento aconteceu no estádio Leonardo Vinagre da Silveira, o estádio da Graça. Na oportunidade, o prefeito Luciano Cartaxo e o vice-prefeito Nonato Bandeira deram o pontapé inicial da partida entre o Botafogo e o Auto-esporte, clássico pessoense válido pelo Campeonato Paraibano. Luciano destacou seu envolvimento com o esporte e sua disposição de aumentar a representatividade do futebol de João Pessoa.

“Nós investimos muito neste projeto e garantimos um investimento fundamental para que os clubes iniciem o ano de 2013 de forma diferente. Queremos que eles consigam pagar a sua folha salarial e que também possam ser ousados na contratação de reforços. Queremos ver os times da nossa Capital alcançando um espaço cada vez maior no cenário nacional”, destacou.

Luciano também ressaltou a importância de promover o fortalecimento do esporte. “Valorizar o futebol é valorizar a cidade como um todo. Com equipes fortes e bem posicionadas a nível nacional podemos projetar a cidade. Esperamos que os nossos clubes cheguem lá e que saibam que podem contar com o apoio da Prefeitura de João Pessoa”, declarou.

Contrapartida social – Outro aspecto essencial no projeto “João Pessoa de todas as torcidas” é a contrapartida que será oferecida pelos clubes para que possam receber os investimentos. Pelo acordo, as agremiações disponibilizam a sua estrutura física de treino para o uso dos estudantes da rede municipal de ensino, o que vai garantir a aproximação das crianças e jovens com o esporte.

“Queremos que eles sejam contagiados pelo ambiente saudável proporcionado pelos espaços esportivos. É uma oportunidade de se relacionarem com profissionais e ver com seus próprios olhos como funciona um clube de futebol. Esperamos despertar o desejo desses garotos pela prática esportiva”, explicou o secretário Sérgio Meira.

Presentes – A solenidade foi presenciada pelos representantes dos três clubes beneficiados: o presidente do Botafogo, Nelson Lira, o presidente do Auto-esporte, Emanuel Demócrito, e o presidente do CSP, Josivaldo Alves. Também estiveram no local outros secretários da gestão, vereadores e deputados estaduais, que acompanharam a partida ao lado do prefeito Luciano Cartaxo.

Secom-JP

Comentar

Romero vai pedir que TCE faça auditoria geral na gestão de Veneziano

O prefeito Romero Rodrigues (PSDB), que se encontra no eixo Brasília-São Paulo em busca de parcerias e benefícios para Campina Grande, disse que está protocolando um ofício ao Tribunal de Contas do Estado solicitando uma auditoria profunda para contribuir no levantamento dos problemas encontrados na administração do Município e os caminhos a serem seguidos do ponto de vista legal e jurídico.

É objetivo a realização de auditoria nos contratos da Prefeitura Municipal. Ele acrescentou que foi constituída uma equipe para verificar esses contratos, e é importante pedir a participação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) na auditagem. O prefeito acrescentou que a comissão de transição teve enormes dificuldades de acesso aos números e dados da Administração Municipal.

Ressalta que, a auditória se faz necessária e que isso acontece até por uma questão de responsabilidade, “já que estou assumindo e é preciso saber a extensão desses contratos, que estamos gerenciando, com quais empresas, valores e do que tratam. Até mesmo o TCE recomenda que se faça uma auditoria de uma gestão para outra, e estamos seguindo essa orientação”.

Informou que o que foi levantado até agora preocupa bastante. O prefeito disse que o débito do setor da Saúde no Município deixado pela Administração anterior já passa de 70 milhões de reais, o que em sua opinião é preocupante.

O prefeito lamentou a situação da Saúde Pública, ressaltando o caso das ambulâncias do Samu estarem abandonadas em um próprio da Administração Municipal. Destacou que a cada dia estão surgindo novos problemas e descobertos os problemas graves da Administração de Veneziano Vital do Rego.

ASSESSORIA

Comentar

Cartaxo “cola” em Dilma e tenta se projetar como contraponto ao governador para 2014

Primeiro foi o PMDB, com ajuda do PT. Agora é o próprio PT, através de Luciano Cartaxo, que tenta se colocar como contraponto ao governador Ricardo Coutinho (PSB) junto ao governo federal. Aproveitando a movimentação do governador Eduardo Campos, em busca de espaço para disputar a sucessão presidencial pelo PSB, e a desconfiança do Planalto em relação ao PMDB, o prefeito de João Pessoa “colou” em Dilma Roussef, se apresentando como único aliado incondicional da presidente na Paraíba.

Em menos de um mês de gestão, Cartaxo já manteve dois encontros com a presidente e deve consolidar o terceiro ainda hoje, durante reunião de Dilma com prefeitos, em Brasília. Por serem do mesmo partido, o contato fica mais fácil.

Além de benefícios administrativos, o prefeito pessense busca reforçar sua imagem de alternativa do PT para as eleições de 2014, amparado em parte no prestígio político-eleitoral da presidente. Na outra ponta, Cartaxo espera ver reduzido o arsenal de obras custeadas com recursos federais entregue ao Governo do Estado ou, na pior das hipóteses, dividir o “bolo” captando parte das verbas para João Pessoa.

O prefeito já provou que tem a simpatia de Dilma, mas quer também aproveitar a “onda vermelha” que lhe deu a vitória nas eleições em João Pessoa. Cartaxo espera contar com a força de vontade da militância e da cúpula do PT que sonham em chegar ao Palácio da Redenção ou, pelo menos, apresentar um candidato competitivo para disputar o Governo do Estado em 2014. E quem subestimar a projeção dos petistas, pode acabar quebrando a cara, como aconteceu no pleito municipal.

Prefeito Luciano Cartaxo de olho nas obras e no prestígio eleitoral da presidente

Prefeito Luciano Cartaxo de olho nas obras e no prestígio eleitoral da presidente

Comentar

Governo do Estado adia solenidade para evitar “choque de horário” com evento da PMJP

Secretária de Comunicação, Estela Bezerra distribuiu nota explicando o adiamento

Secretária de Comunicação, Estela Bezerra distribuiu nota explicando o adiamento

A Secretaria de Comunicação do Estado comunicou o adiamento da solenidade de assinatura por parte do governador Ricardo Coutinho (PSB) da ordem de serviço da reforma e manutenção do Estádio Almeidão, que estava marcada para este domingo (27) no Estádio da Graça.

A decisão foi tomada pois no mesmo dia, também no Estádio da Graça, está programada outra solenidade de assinatura do convênio entre a PMJP e os principais times da cidade, com a presença do prefeito Luciano Cartaxo (PT).

A Prefeitura alegou que não foi comunicada e demonstrou que não abriria mão do evento.

Por sua vez o governador evitou um provável mal estar com a realização de uma solenidade no mesmo horário e lugar que seu adversário político, Luciano Cartaxo também irá realizar.

A data para o novo evento não foi definida.

PBAgora

Comentar

Cássio admite abrir mão da liderança para garantir unidade do PSDB

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB), indicado para ser líder od partido no Senado Federal pode barir mão da liderança para garantir o consenso do partido em torno da candidatura de Aécio Neves (PSDB).

A crise no ninho tucano teve início depois que o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB), que pretende se candidatar pela terceira vez à Presidência nas eleições de 2014, apresentou o nome do senador de São Paulo Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) no lugar de Cássio.

“Não serei empecilho em ceder a primazia de líder do PSDB no Senado em prol da unidade do meu partido em torno da candidatura de Aécio”, revelou.

Cássio ainda disse que se tanto Aécio quanto a bancada do partido entenderem que a opção pelo senador Aloysio seja útil ao projeto do representante de Minas Geraise do PSDB, ele estará disposto a praticar a união do partido.

“Não vou fazer disso cavalo de batalha, não tenho obsessão pela liderança”, afirmou.

O senador Cícero Lucena (PSDB) disse que a tendência natural é que Cássio seja conduzido à liderança do PSDB no Senado e tem se articulado no ninho tucano para garantir que ele ascenda à condição de líder. “Até o momento, o consenso é em torno do nome de Cássio e acredito que só haverá mudanças se o próprio Cássio desistir de ser líder. Aloysio Nunes é um nome forte, mas a maioria entendeu que Cássio é quem deve ser o líder”, afirmou.

PBAgora

Cássio mostrou-se preocupado com disputa entre tucanos

Cássio mostrou-se preocupado com disputa entre tucanos

Comentar

Ministro Aguinaldo Ribeiro destaca política habitacional brasileira

O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), acompanhou a presidenta Dilma Rousseff (PT), na entrega de 300 apartamentos do Residencial Iguape, nesta sexta-feira (25/01), em São Paulo. As moradias foram construídas pelo programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) e irão beneficiar 1.200 pessoas. O investimento foi de R$ 15,8 milhões, sem contrapartida local. “Estamos hoje partilhando com essas famílias a realização do sonho da casa própria. Esse momento é quando o nosso trabalho tem o real sentindo. Um governo existe para mudar a vida das pessoas e o governo da presidenta Dilma tem feito isso”, disse o ministro.

As moradias entregues possuem 15 blocos de apartamentos, com cinco pavimentos. Cada andar tem quatro unidades, num total de 20 por bloco. Os apartamentos têm área privativa de 45,11 m², com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Foram construídas 15 unidades adaptadas para portadores de necessidades especiais. O valor de cada unidade é de R$ 52 mil e 60% dos empreendimentos vão beneficiar as famílias de baixa renda.

O prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad falou da importância de impulsionar cada vez mais as contratações de novos empreendimentos. “Nós, em parceria com o governo estadual e federal, vamos fazer todos os esforços que forem necessários para alcançar a meta da presidenta Dilma e fazer com que o Minha Casa, Minha Vida decole aqui em São Paulo”. O empreendimento conta com toda a infraestrutura externa e interna: dois salões comunitários, play-ground, além de creche, escola, posto de saúde e posto de segurança nas redondezas. O condomínio fica na Avenida Itaquera 38, no Bairro de Cidade Líder, a 800 metros do centro urbano, com acesso pavimentado.

O ministro Aguinaldo também falou sobre o impacto do programa na vida dos brasileiros e cumprimentou todos os trabalhadores que contribuíram. “A cada chave entregue temos a certeza de que estamos dando um passo para transformar o Brasil em um país mais justo. É o momento em que o chefe de família deixa de pagar aluguel e passa a investir em outros benefícios para sua família. Esse programa também é responsável pela geração de muitos empregos e melhores condições de vida. Parabéns aos homens e mulheres envolvidos nesta construção”.

Durante a cerimônia, a secretária nacional de habitação do ministério das cidades, Inês Magalhães, o prefeito Fernando Haddad, o ministro Aguinaldo Ribeiro e a presidenta Dilma Rousseff, realizaram a entrega simbólica das chaves à quatro novos beneficiários do MCMV. “Estou muito feliz de ver todas essas moradias, pois na nossa vida somos felizes na casa da gente, onde podemos assegurar conforto e segurança para nossas famílias e é por isso que desejo toda a felicidade para cada um de vocês nas suas novas casas” disse a presidenta.

Ainda na solenidade, o Ministro das Cidades Aguinaldo Ribeiro e o prefeito Fernando Haddad assinaram três novos convênios. Um será para combater as enchentes no Aricanduva, em São Paulo. O valor do contrato é de R$291 milhões. Com obras de drenagem para evitar alagamentos na Zona Sul de São Paulo, eles assinaram também um convênio no valor de R$ 271 milhões. E R$ 74 milhões serão investidos em encostas para evitar deslizamentos para a população que mora em áreas de risco.

A presidenta Dilma Roussef finalizou ressaltando a importância das parcerias entre os governos para que o programa Minha Casa, Minha Vida possa continuar crescendo e alcançando as metas traçadas até 2014. “O Minha Casa, Minha Vida é um dos maiores programas habitacionais do mundo”.

Segundo o ministro Aguinaldo, o MCMV já contratou 2.279.706 milhões de moradias e, pretende ainda contratar cerca de 1.100.000 milhões, até 2014.

Assessoria

Comentar

Veneziano, os cheques sem fundo e a “pirotecnia midiática”

Um dos atributos da família Vital do Rego, todos sabem, é a capacidade de convencimento através do discurso. Ou, como preferem os adversários, a lábia. Foi esse “instrumento” que ajudou Veneziano e Vitalzinho a chegarem onde estão. E, para não fugir à fama, o senador bem que tentou, mas não conseguiu convencer a população campinense (muito menos a paraibana) de que as denúncias contra a gestão do seu irmão, ex-prefeito de Campina Grande, não passam de “pirotecnia midiática”.

O caso dos cheques sem fundo, o atraso no pagamento dos servidores e de fornecedores, o lixo deixado nas ruas da cidade, entre tantas irregularidades apontadas pelo prefeito Romero Rodrigues, depõem contra a interpretação do senador peemedebista. O pior para Veneziano é que a artilharia tucana parece ter apenas começado.

Neste final de semana, foi a vez do vice-prefeito Ronaldinho Cunha Lima disparar sua metralhadora giratória. O vice disse que “o que fizeram foi assombroso, imoral e inadmissível” e apresentou extratos bancários comprovando cheques sem fundo emitidos pela Prefeitura de Campina Grande, na gestão anterior, no valor de R$ 810 mil.

Ronaldinho citou ainda uma suposta dívida na área da saúde de nada menos que R$ 45 milhões e usou o termo “terra arrasada” para definir a situação atual da PMCG. “(a situaçlão)É muito pior do que imaginávamos”, lamentou o vice, em postagem nas redes sociais.

Os ataques contra Veneziano são tão pesados e frequentes que nem mesmo seus companheiros do PMDB, com excessão do irmão senador, se habilitam a defendê-lo. A impressão que dá é que os peemedebistas, em sua maioria, não estão bem certos de que as acusações contra o seu virtual candidato a governador sejam apenas “pirotecnia midiática”.

Mesmo com discurso privilegiado, Vital Filho tem dificuldades em defender o irmão

Mesmo com discurso privilegiado, Vital Filho tem dificuldades para defender o irmão

Comentar