Câmara Municipal aprova antecipação de eleição da Mesa Diretora e Durval deve ser reeleito presidente

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) aprovou, durante a sessão ordinária desta quarta-feira (27), um Projeto de Resolução de iniciativa de 24 dos 27 vereadores, que altera o Regimento Interno (RI) da Casa antecipando a eleição da Mesa Diretora para o biênio 2015/2016 para o dia 07 de março, próxima quarta-feira.

Apenas os vereadores Bira (PSB), Fernando Milanez (PMDB) e Durval Ferreira (PP) não subscreveram o projeto. As chapas para concorrer à eleição podem ser inscritas até às 18h de hoje (quarta-feira, 27 de fevereiro).

Pelas conversas de bastidores, a antecipação vai permitir a reeleição do atual presidente Durval Ferreira (PP) que pode chegar ao quinto mandato na Casa de Napoleão Laureano.

Comentar

Gilma Germano descarta acordo e garante que está pronta para “bater chapa” com Nonato pelo controle do PPS

Nonato Bandeira trabalha para mudar a atual direção do PPS na Paraiba

Nonato Bandeira trabalha para mudar a atual direção do PPS na Paraiba

Quem pensa que, por ser mulher, a deputada Gilma Germano teme enfrentar adversários na luta pelo controle do PPS está redondamente enganado. Gilma garante que está pronta para “bater chapa” com Nonato Bandeira, vice-prefeito de João Pessoa, que representa a ala dissidente do partido.

“Acho que não tem outro jeito. Estamos prontos para bater chapa. Vamos em frente”, disse a deputada, ao deixar o plenário da Assembleia Legislativa em direção ao seu gabinete.

Apesar do curto diálogo, deu para perceber que a atual presidente do PPS está confiante na renovação do mandato, durante a convenção prevista para setembro próximo. Tanto que levou os três prefeitos do partido a dar declarações de apoio à reeleição de Ricardo Coutinho.

O PPS da Paraíba é dividido em dois grupos. O de Gilma Germano é aliado do governador e o de Nonato Bandeira segue a orientação do prefeito da Capital, Luciano Cartaxo (PT). Bandeira também já descartou acordo para composição do novo diretório estadual.

Comentar

Cartaxo alfineta Ricardo e afirma que está inaugurando um novo jeito de fazer política

O prefeito Luciano Cartaxo (PT) aproveitou a solenidade de abertura dos trabalhos da Câmara Municipal, na manhã de hoje, para alfinetar o governador Ricardo Coutinho (PSB). Ao prestar contas dos dois meses de governo, Cartaxo por diversas vezes repetiu que sempre foi afeito ao diálogo e, por isso, fazia questão de manter um bom relacionamento com o Legislativo municipal, por onde passou como vereador.

Referindo-se aos investimentos que vem fazendo e que ainda fará em João Pessoa, além do diálogo que tem procurado manter com a classe política, o prefeito disse que estava “inaugurando um novo jeito de fazer política”.

Não demorou muito para os presentes, através de comentários, relacionarem a declaração à maneira de administrar do governador Ricardo Coutinho, que desde o início do mandato e também quando foi prefeito da Capital enfrentou restrições, ao pomto de perder a maioria, no Legislativo.

Na prestação de contas, o prefeito citou obras concluídas e em andamento, além de projetos e investimentos previstos para o primeiro ano de sua gestão.

 

 

Comentar

Cartaxo insinua que possível candidatura de Santiago pelo PT sofreria restrições

Santiago tem dificuldade para viabilizar candidatura ao Senado

Santiago tem dificuldade para viabilizar candidatura ao Senado

Se for por vontade do presidente Lula, tudo bem. Eles serão bem vindos. Mas, como filiados. Como candidatos, é outra coisa. Foi o que disse o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, ao ser questionado hoje sobre a possível filiação do ex-senador Wilson Santiago e seu filho, deputado federal homônimo, ao PT.

A declaração foi interpretada como um veto superficial. Ou seja, para ingressar no PT os Santiago teriam que provar o interesse real de Lula e ainda entrar como soldados, seguindo as diretrizes partidárias.

Além disso, a vontade pessoal do ex-senador, mesmo referendada pelos prefeitos e lideranças que supostamente o acompanhariam em direção ao PT, seria insuficiente para lhe garantir vaga na chapa majoritária em 2014. Uma eventual candidatura dependeria do partido. Wilson Santiago ficaria em situação semelhante a que vive hoje no PMDB, onde é refém da direção da legenda.

Cartaxo conhece o o PT como ninguém. Sabe das dificuldades para alguém, do tipo Santiago, convencer a militância. E, sem apoio da militância, dificilmente terá aval da direção. A menos que Lula queira intervir e impor suas pretensões, o que não seria aconselhável para nenhuma das partes.

 

Comentar

Com apenas dois vereadores na oposição, Cartaxo vai à CMJP prestar contas do mandato

Ao contrário do governador Ricardo Coutinho (PSB), que tem dificuldades para conseguir maioria na Assembleia Legislativa, o prefeito Luciano Cartaxo (PT) enfrenta oposição de apenas dois dos 27 vereadores.

Mesmo assim, pretende fazer sua primeira prestação de contas nesta terça-feira, na Câmara Municipal, durante a sessão de reabetura dos trabalhos legislativos.

Apesar do pouco tempo de mandato, o prefeito garante que tem muito a mostrar aos vereadores, entre projetos e investimentos transformados em benefícios para a população. Pelos cálculos da Prefeitura, nesses dois primeiros meses foram liberados nada menos que R$ 21 milhões para custear obras em diversas áreas da cidade.

Desse total, pelo menos R$ 17 milhões foram destinados à construção de onze creches, duas Unidades de Saúde da Família e uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Outros cinco milhões foram liberados para o recapeamento asfáltico da orla marítima e intervenções em avenidas importantes como a Epitácio Pessoa, para melhorar o trânsito.

A intenção de Cartaxo, segundo sua assessoria, é entregar à população um pacote de obras nos cem dias de sua gestão, incluindo essas já citadas e outras que ainda estão sendo projetadas.

Como se pode ver, o prefeito terá mesmo o que mostrar nesse curto período de mandato. Com isso, espera conseguir apoio dos aliados e o reconhecimento da oposição para avançar mais ainda na implantação de suas propostas.

Além do apoio, Cartaxo pretende pedir também sugestões dos vereadores, incluindo os integrantes da minúscula bancada oposicionista.

Durval Ferreira deve presidir sessão de reabertura dos trabalhos

Durval Ferreira deve presidir sessão de reabertura dos trabalhos

Comentar

Governo do Estado mantém pagamento dentro do mês trabalhado e servidores recebem fevereiro dias 27 e 28

O Governo do Estado paga a folha de pessoal de fevereiro nos dois últimos dias do mês. Aposentados e pensionistas recebem na quarta-feira (27), já os servidores da ativa da administração direta e indireta recebem na quinta-feira (28). O Governo segue com o compromisso de pagar a folha sempre dentro do mês trabalhado.

A folha deste mês de fevereiro tem um diferencial com o ingresso de aproximadamente 5 mil concursados, entre professores e técnico administrativos, que tomaram posse no final de janeiro e já estão em exercício. O ingresso dos novos servidores representa um impacto de mais de R$ 4 milhões, por mês, na folha do Estado.

Comentar

Cartaxo anuncia 10% de aumento para servidores da Educação e 14º salário para agentes de trânsito

O prefeito Luciano Cartaxo, dentro da política de valorização e de diálogo com os servidores municipais, anunciou hoje (25) novos benefícios para duas categorias. Todos os profissionais do magistério da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec) terão um reajuste do piso salarial de 10% e os agentes de mobilidade urbana da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) receberão o 14° salário, criado no Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração da categoria. O evento será realizado às 9h, no Paço Municipal.

Dentro da política de valorização do servidor, o prefeito Luciano Cartaxo, em permanente diálogo com os servidores, em menos de dois meses, já concedeu reajuste de 7,79% para a categoria do Fisco e garantiu o pagamento do 14° salário aos profissionais de educação. Garante ainda, desde janeiro, o pagamento com base no novo valor do salário mínimo e o salário família para quem ganha até R$ 915,05 e o da hora extra, no valor de R$ 4,62.

O secretário de Educação do Município, Luiz Júnior, revelou que o reajuste de 10% foi aceito e aprovado por unanimidade, em assembleia realizada nesta terça-feira (19) com representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de João Pessoa (Sintem).

Para o presidente Sintem, Daniel de Assis, a classe está satisfeita com o diálogo e o benefício salarial proposto pela Prefeitura de João Pessoa. “Isso motiva a classe que está satisfeita pela disponibilidade do prefeito e dos auxiliares em nos atender”, afirmou.

Prêmio – Em relação aos agentes de mobilidade urbana, o prefeito Luciano Cartaxo estará valorizando a categoria por meio de um prêmio de desempenho anual, o 14° salário, onde serão avaliados a eficiência, dedicação e seriedade do servidor na prestação de serviços à população.

Neste primeiro ano, 45 agentes de mobilidade urbana receberão o 14° salário, que faz referência ao seu desempenho durante todo o ano de 2012.

Comentar

Cartaxo garante que disputa no PT não terá ingerência na gestão municipal

Luciano Cartaxo avisou, quando ainda era candidato, que as divergências internas do PT não teriam reflexão em sua gestão, caso fosse eleito. Agora, prefeito, Cartaxo não só reafirmou o que disse em campanha como alertou seus auxiliares quanto ao risco de misturar política com administração.

Mesmo assumindo a bandeira petista, Cartaxo deixou claro que não permitirá que o processo de escolha dos dirigentes do seu partido, em plena ebulição, interfira no andamento da gestão municipal. “Sou prefeito e tenho minhas posições dentro do PT. Espero que os secretários também saibam separar as coisas”, alertou o petista.

Ontem, Cartaxo visitou o “Trauminha”, em Mangabeira, com secretários e determinou medidas emergenciais para melhorar o atendimento ao público. O alvo inicial foi o setor de fisioterapia que deverá ser liberado aos usuários dentro de alguns dias.

“O prefeito espera que seus auxiliares, inclusive companheiros do PT, saibam priorizar o trabalho administrativo em relação às divergências partidárias”, definiu um graduado assessor de Cartaxo.

Se alguém duvidar, é só agir de forma diferente.

Cartaxo "joga duro" e avisa que não permitirá interferências do PT

Cartaxo avisa que não permitirá interferência em sua gestão

Comentar

Apoio de prefeito nem sempre é sinônimo de vantagem em campanha eleitoral

Apoio de prefeito nem sempre é sinônimo de vantagem eleitoral para candidato majoritário. Pelo menos dois aspectos devem ser levados em conta numa avaliação fria dessa relação. O primeiro é a contrapartida oferecida em troca do apoio e o outro é a situação (aceitação) dos prefeitos junto à população de seus municípios.

No primeiro caso, principalmente faltando mais de um ano para as eleições, pode-se questionar até que ponto os prefeitos transformarão declarações públicas de agora em apoio prático aos candidatos durante a campanha.

Não é novidade na Paraíba prefeito prometer votos a determinados candidatos e mudar de lado, de acordo com suas conveniências, mesmo tendo recebido o que lhes foi prometido. Nos casos onde não receberam, então, nem se fala.

Em relação ao segundo aspecto, um gestor sem aceitação popular pode muito mais prejudicar a campanha do que ajudar. E nesses tempos de “vacas magras”, são poucos os prefeitos paraibanos de bem com seus munícipes. Muitas vezes é mais vantagem para um candidato ter apoio da oposição.

De qualquer maneira, apoio é apoio. É melhor contar com possibilidades de ampliação das bases do que caminhar sem perspectivas. Nesse aspecto, quem está buscando elastecer o futuro palanque tem toda abraço de candidato e eleitorrazão.

Comentar

Será que Luciano Agra tem cacife eleitoral para comandar oposições na Paraiba?

Venhamos e convenhamos, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, pode até chegar à condição de candidato a governador ou a senador pelo PT, caso decida se filiar ao partido. Mas, se isso ocorrer, será muito mais por falta de opção do que propriamente por densidade eleitoral.

Tudo bem que Agra ajudou a eleger o prefeito Luciano Cartaxo em Joao Pessoa, ano passado, mas isso foi coisa circunstancial. Ou alguém esquece que o ex-socialista ganhou de presente a prefeitura da Capital de Ricardo Coutinho? Para os que quiserem me chamar apressadamente de ricardista, me atrevo a fazer outro questionamento: quem esquece que Agra nunca disputou eleição, nem muito menos foi votado?

Com todo respeito ao ex-prefeito, mas acho um pouco exagerado ele arvorar-se de “liderança” capaz de “convocar ou convidar” lideranças, como o senador Cássio Cunha Lima, para discutir as eleiões de 2014. Não que ele não tenha direito. Qualquer um tem. Mas, não com o “cacife” que estão atribuindo a Agra. Repito: com todo respeito que tenho ao ex-prefeito.

Se o PT decidisse, por exemplo, investir no prefeito Luciano Cartaxo, preparando-o para 2014, por acaso o nome de Agra estaria em evidência como agora? É outra pergunta atrevida que faço aos aliados do ex-prefeito.

Acho que o nome de Agra seria uma boa alternativa para a chapa majoritária das oposições, ou mesmo do próprio PT, mas dentro de suas limitações. Afinal de contas, ele representa um contraponto ao governador Ricardo Coutinho, alvo principal dos oposicionistas.

Mas, não para comandar. Seria um bom vice ou até uma opção para o Senado. Como diria o nosso Galvão Bueno: Já seria de bom tamanho.

Mesmo sem mandato, Agra tenta conduzir oposições na Paraíba

Mesmo sem mandato, Agra tenta conduzir oposições na Paraíba

Comentar