Bolsonaro “estende a mão e o bolso” aos governadores e prefeitos; Paraíba terá R$ 448 milhões de ajuda

Imagem:Reprodução

Mais que uma reunião, a conversa do presidente da República com governadores e prefeitos, nesta quinta-feira (21), através de vídeoconferência, foi avaliada como ponto de partida para uma possível relação no mínimo respeitosa, de agora em diante.

Jair Bolsonaro parece ter, finalmente, acordado para a necessidade de união, pelo menos enquanto durar a pandemia de coronavírus. O presidente “estendeu a.mão” e também “o bolso”, inibindo reações bruscas dos adversários.

Além de pregar unidade política para garantir a governabilidade e um combate mais eficaz á covid-19, Bolsonaro anunciou a liberação de R$ 60 bilhões para estados e municípios reforçarem as ações contra a doença provocada pelo coronavírus. A Paraíba terá R$ 448 milhões, do montante, divididos em quatro parcelas.

Pode parecer pouco, mas é uma soma e tanto para um estado que acumula perdas de R$ 40 milhões na arrecadação nesse período de pandemia.

O encontro, se não estancou totalmente as rusgas e queixas das partes, ao.menos serviu para “abrir as portas” na direção de futuras iniciativas nesse sentido. Bolsonaro precisava de, no mínimo, um “talvez, pode ser”, em.lugar dos ataques que vem sofrendo. Do outro lado, governadores e prefeitos que andavam estéricos, temendo veto à ajuda aprovada pelo Congresso Nacional, se surpreenderam com o anúncio da liberação de R$ 60 bilhões e a disposição do presidente de sancionar a proposta aprovada por deputados e senadores.

Enfim, parece que os dois lados saíram satisfeitos. Na pior das hipóteses, como avaliou o governador João Azevedo, houve avanço nas negociações.

Sem dúvidas, um bom sinal.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor