Cabeçada contra colega em plena sessão deve gerar muita “dor de cabeça” ao deputado Julian Lemos

Imagem da Internet

A cabeçada desferida por Lulian Lemos (PSL) no colega Expedito Neto (PSD) pode render ao paraibano uma inesperada “dor de cabeça”. O parlamentar de Rondônia decidiu acioná-lo no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados por agressão física.

O episódio ocorreu em plena sessão e foi registrado em vídeo pelas câmeras. Abaixo, matéria do Congresso Em Foco narrando o entrevero:

O deputado Expedito Netto (PSD-RO) informou nesta quinta-feira (30) que prepara uma representação por quebra de decoro contra o colega Julian Lemos (PSL-PB) por agressão física. Nessa quarta-feira (29), Expedito interveio em favor do também deputado Edmilson (Psol-PA) na tentativa de encerrar uma discussão entre o parlamentar do Psol e o do PSL. Julian empurrou com a cabeça o parlamentar de Rondônia. No vídeo da transmissão da sessão da Câmara é possível ver o momento da agressão:

Congresso em Foco procurou  Julian Lemos para comentar o ocorrido e aguarda retorno de sua assessoria de imprensa. O deputado está em seu primeiro mandato na Câmara e integra as comissões de Segurança Pública e de Direito Humanos e Minorias.

Apresentado ano passado pelo então candidato Jair Bolsonaro como seu “homem forte na Paraíba e “amigo de primeira hora”, o deputado foi um dos coordenadores da campanha presidencial do PSL no Nordeste. Ele também integrou a equipe de transição do governo. Como mostrou o Congresso em Foco à época, Julian já foi acusado três vezes e preso com base na Lei Maria da Penha, após denúncia de agressão à ex-esposa e a uma irmã.

Com Congresso em Foco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor