Paraíba aparece pela segunda vez na lista de Estados com capacidade para contrair empréstimos

A gestão socialista no tocante a área fiscal foi novamente destaque nacional. A Secretaria do Tesouro Nacional divulgou, nesta quarta-feira  (14), balanço das contas dos estados brasileiros e a Paraíba, pela segunda vez, se manteve na privilegiada lista dos estados que são Rating B, o que significa saúde fiscal e, consequentemente, capacidade de garantir empréstimos e financiamentos.

Com os dados, a Paraíba pode desfrutar das prerrogativas financeiras que uma boa situação fiscal impõe.

No balanço divulgado hoje, os estados do Amapá e de Roraima que eram nota B caíram para o time do Rating C, grupo que não podem receber empréstimos.

Apenas o estado do Espírito Santo recebeu nota Rating A.

Os dados são referentes ao ano de 2018.

Na semana passada, durante entrevista, o governador João Azevêdo ratificou  que a relação entre o governo do Estado e o governo federal é de exigir o que o Estado tem direito. Na ocasião, ele lembrou que Paraíba é um dos estados mais bem ranqueados do Brasil para obter empréstimos com o governo federal, de acordo com o governador.

“Não tem favor nessa relação. Tem respeito. […] Quando pleiteio um empréstimo, o aval do Governo Federal não é um favor que ele dá ao Estado. É uma obrigação, porque nos somos rating B”, disse o governador.

João Azevêdo explicou que a Paraíba é um dos 13 estados do Brasil com rating B, concedido pelo Tesouro Nacional, o significa que o governo federal é obrigado a dar o aval para empréstimos solicitados.

Atualmente, a Paraíba tem três empréstimos junto ao governo federal, que somam quase R$ 1 bilhão, e que deverão ser transformados em investimentos para o Estado. O Estado também é o primeiro no ranking de competitividade do Nordeste, condição que atrai mais investidores.

Com PBAgora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor