PREVIDÊNCIA: João critica intransigência do Planalto e manda recado a Bolsonaro: “Se quer apoio, tem que mudar”

Na próxima terça-feira (02), João Azevedo viaja à Brasília para nova reinião com demais governadorea do Nordeste, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre. Na pauta, novamente a reforma da Previdência.

Na primeira reunião, houve avanço em alguns pontos, mas outros permanecem estagnados. Temendo não ter apoio suficiente para aprovar o projeto, o presidente Jair Bolsonaro sugeriu o empenho dos governadores em favor das mudanças.

Na última sexta-feira (28), João Azevedo respondeu ao apelo impondo condições para que os governadores “entrem em campo” para pressionar os parlamentares em favor da reforma.

“Se quer apoio, tem que mudar (o projeto). Os Estados precisam ser incluídos nessa reforma”, adiantou Azevedo.

E não é só isso que querem os governadores. Os Estados amargam um “rombo” previdenciário bilionário e não têm como resolver o problema. A reforma seria uma saída. Talvez, a única. Por isso, os governadores pleiteiam uma compensaçäo financeira para, pelo menos, amenizar os prejuízos.

A bronca é que o Governo Federal diz que não tem caixa para bancar a reivindicação. E a reforma não sai do canto. O PSB, de Azevedo, já fechou questão contra a proposta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor