Quando dois “bicudos” não se beijam, melhor cada um ir para seu lado

Imagem da Internet

Poucos “bombeiros” continuam.insistindo.na tese de recomposição, a exemplo dos deputados Buba Germano e Jeová Campos, mas os “incendiários” continuam levando vantagem, empurrando o ex-governador Ricardo Coutinho e o atual, João Azevedo, para lados opostos.

Além dessa vantagem numérica dos que não enxergam outro caminho a não ser a separação de fato, pesa contra a reunificação do PSB a postura de suas duas principais lideranças.

Enquanto João impõe condições para reatar a relação e ameaça deixar o PSB, Ricardo encarna o espírito “tô nem ai”, frase muito usada pela juvemtude brasileira, anos atrás, para expressar o desprezo por algumas situações e temas nacionais e locais.

E o tempo vai passando. Segundo o próprio governador, os dois já estão sem se falar há mais de um.mês.  Tempo arriscado para dois aliados. E ainda tem gente falando em suposta farsa. Como eu não acredito em Papai Noel…..

Pelo andar da carruagem, não seria exagero pensar que vai demorar pouco para o PSB assimilar uma outra expressão muito popular: “quando dois bicudos não se beijam, melhor é cada um ir para o seu lado”.

É questão de tempo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor